Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

10
Abr16

Sobre os meus futuros livros

Muita gente me pergunta para quando vem um livro. Acho que a culpa é minha, porque sempre que me perguntam o quê que eu quero fazer da vida (e depois de eu responder, primeiramente, "é complicado") eu acabo eventualmente por explicar que, embora saiba que não é disso que vou viver, o que eu quero é escrever. Não digo "escrever livros", mas é isso que todos assumem - e não é errado.

A partir daí, sempre que me encontram, lá me fazem a perguntam da praxe: "então e já escreveste um livro?". Dependendo do quão bem me conhecem a da quantidade de vezes que estão comigo, há pessoas para tudo: há quem me fale em editoras, que editam livros assim ou assado; dizem-me que viram um texto meu que era digno de livro, que tenho mesmo jeito, que tenho de começar a pensar nisso; prometem estar na fila de autógrafos quando for o grande dia; ou, no caso extremista do meu pai, espera pacientemente para me ver ganhar o Nobel (ah ah ah). No fim de tudo isto, a conclusão que eu chego é que toda a gente à minha volta está mais confiante no facto de eu um dia escrever um livro* do que eu própria.

Não é que eu não acredite, mas não é para já. Eu acho que ter jeito e gosto pela escrita não é o suficiente para se escrever bem livros - talvez num blog seja o bastante, num par de crónicas também. Mas os livros exigem uma estrutura diferente; exigem planeamento, técnica. Exigem paciência, muito pensamento à mistura e, acima de tudo, experiência de vida - e é por isso que, na minha opinião, os grandes escritores são quase todos mais velhos. Não me estou a lembrar de ninguém a quem confira real valor e importância na literatura que não tenha mais de 30 anos (e já estou a ser generosa). Porque no dia em que eu escrever algo quero que seja a sério, de valor - não necessariamente aos olhos dos outros ou da crítica, mas pelo menos aos meus. 

Mesmo que tivesse uma história, uma linha condutora por onde me guiar - que não tenho, tenho alguma dificuldade em pensar história do início ao fim-, ia faltar-me tudo o resto. Pelo lado da narrativa, falta-me conhecer o ser humano, as suas reações; falta-me conhecer trinta mil coisas desta vida para as poder perceber e descrever. Falta-me ter a visão do escritor e não do leitor, preciso de aprender a olhar uma história de cima e não do ponto de vista de uma personagem; preciso de saber algumas manhas e truques, de esquematizar personagens, de conseguir pôr uma história inteira numa linha reta. E pelo lado mais técnico, falta-me saber escrever eximiamente; falta-me saber usar a pontuação de uma forma muito correta (que ainda não sei), falta-me ainda mais vocabulário. No fundo, falta-me um mundo de coisas.

O meu único medo é não perceber quando for o momento certo. Acho que a minha veia de perfecionista me vai sempre dizer que faltam sempre coisas para aprender, para aperfeiçoar. Sou menina para chegar aos 60 e achar que ainda tenho de ler mais livros porque ainda não estou no ponto certo para escrever algo "a sério" - mas isso só o tempo o dirá.

 Até lá, faço questão de ir aprendendo. Todos os porm(aiores)enores que falei acima aprendem-se não só treinando, escrevendo e lendo romances mas também através de obras que nos ensinam a escrever melhor, a construir histórias e personagens. Acredito que existam escritores que nunca tenham precisado de auxílios destes, mas eu sinto que esta parte não me sai naturalmente e quero muito aprender a fazer as coisas como deve ser, para um dia ter em mãos precisamente algo como deve ser. Os livros que comprei na wook foram para isso mesmo e este verão vai ser dedicado à escrita criativa e à construção de narrativas.

Um livro meu não deve ser lançado para breve, mas a construção dele começa aqui.

 

*quando falo em livro, falo num romance ou uma história ficcional; um livro de crónicas, por exemplo, seria algo que poderia lançar a curto prazo - mas que, sinceramente, não me atrai por aí além

3 comentários

Comentar post

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking