Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

24
Jul19

Review da semana 27#

Pão Ancestral da Pachamama, Padaria artesanal

pachamama.jpg

O pão vai ser sempre o meu ponto fraco. Levem-me tudo: os doces, os chocolates, as batatas fritas, os gelados... Mas tirar-me o meu pãozinho com manteiga é matar-me.

Já tentei (e consegui) reduzi-lo muito da minha alimentação, mas é das coisas mais difíceis que posso fazer. Em fases em que me sentia mais gordinha, e por ter pouco onde cortar mais (por não beber álcool, pouco consumir refrigerantes, não colocar açúcar no chá, não comer durante a noite, entre outros pecados comuns que levam à engorda), tentei cortar nesta 8ª maravilha do mundo, mas nunca fui completamente bem sucedida. O meu amor por pão vai ao ponto do meu irmão, que vive em Inglaterra, me trazer sempre um mega pão delicioso que lá fazem (o sourdough) de cada vez que cá vem - e de essa ser a melhor prenda que ele me pode dar, de toda a panóplia de coisas que existe naquele país.

A questão é que, para além da engorda (não necessariamente associada à manteiga que acompanha o dito, porque gosto de pão sem nada), este alimento tem um defeito: o fermento. Tenho frequentemente crises de cólicas que, suspeito, são muito causadas por este ingrediente - para além de stress, que também é certamente culpado e me faz engolir ar de forma gratuita...

Mas, no que diz respeito ao pão e ao fermento, fiz uma bela descoberta há uns tempos. Quando fui à festa da comida continente, no Parque da Cidade, descobri a barraquinha da Pachamama, uma padaria artesanal um bocadinho diferente do habitual, que produz pães que são vendidos em grandes superfícies (nomeadamente no Continente e no Jumbo). Provei os vários produtos que eles lá tinham à disposição e, de todos, o meu preferido foi o Pão Ancestral - precisamente porque tem um travo amargo, semelhante ao pão inglês que tanto adoro! Qual não foi a minha surpresa quando vi que, para além de ser feito a partir de farinha de espelta, este pão não tem fermento!

Borrifei-me nas borlas e trouxe um pão para casa, para comer ao pequeno-almoço, e a experiência correu muito bem. É mais caro que os outros, mas dá-me quase para uma semana de torradas ao pequeno-almoço... E fica delicioso com aquela manteiga da Primor que já vos falei aqui. Pelo que se diz agora (sim, porque estas coisas mudam constantemente) a espelta é uma boa alternativa ao trigo convencional, sendo à partida uma opção mais saudável. Por isso é experimentar! Para além dos pães sem fermento há também uma grande seleção de pães sem glúten, por isso dá para todos os tipos de esquisitos ;)

Aconselho!

10 comentários

Comentar post

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking