Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

30
Mar14

Porque já me começo a chatear

Confesso que esta conversa sobre os namoros me começa a chatear (e a magoar). Se não vejo uma pessoa há mais de três meses, uma das primeiras perguntas (e só não é a primeira porque fica mal) é se já tenho, finalmente, namorado. Quando digo a resposta de sempre, começam numa bela dissertação sobre a razão da minha solteirice aguda: uns dizem que afasto os rapazes só com o olhar, outros que nem lhes dou hipótese, outros que ponho o cabelo à frente dos olhos e por isso não conseguem ver a minha carinha "linda" e, por fim, a teoria que mais me espanta, que viro para o outro lado (que é como quem diz: sou lésbica). 

Já devem ter percebido por outros textos meus que eu não tenho nada contra a homossexualidade,  que defendo os direitos deles e tudo mais - mas isso não quer dizer que me insira no grupo. Parece que, hoje em dia, uma rapariga aos 19 anos não ter namorado é tão anormal e tão socialmente inaceitável que começam a ir buscar as razões mais mirabolantes para o justificar. E confesso que fico um bocado magoada e desapontada quando pessoas que me conhecem (porque quem não conhece pode dizer e desdizer à vontade porque não tem conhecimento de causa) coloca sequer algumas hipóteses em questão. Quem me conhece, sabe que para além dos mil e um defeitos que encontro nos homens, encontro o dobro nas mulheres; não gosto de o dizer aqui porque sei que a minha plateia é maioritariamente feminina e temo que se sintam ofendidas, mas eu acho a maioria das mulheres são más como as cobras, não olham a meios para atingir os fins. E se eu não gostasse de homens, bem que ficaria sozinha o resto da vida, porque as mulheres são infinitamente piores.

Mas a pior parte de tudo isto são as dúvidas e os medos que acabam por implantar em nós,  como se estar solteira fosse um crime ou algo raro e problemático no mundo; não são questões em relação à nossa sexualidade (pelo menos não para mim, que sei bem o que gosto), mas sim em relação a nós mesmos. Chega a um ponto em que as questões que as pessoas se colocam, também nós nos colocamos: será que sou assim tão feia?, será que sou assim tão má?, será que tenho alguma coisa de mal que os afaste assim do nada e eu nem sequer me apercebo?, será que sou desinteressante?  Questões parvas, estúpidas e idiotas mas que acabam por nos assombrar pelo simples facto de estarmos solteiras e a sociedade achar que está na idade certa para arranjar alguém! 

E eu não estou a guardar-me para o casamento, não estou a arranjar tempo para sair do armário nem estou a fazer-me de difícil. Sabem também o quê que não estou? Para me chatear com quem não merece o meu tempo, com quem não me desperta interesse, com quem não me chama a atenção,  me deslumbre,  iluda, fascine e alegre. Quando o dia chegar, chegou. E até lá deixem-se de merdas.

16 comentários

Comentar post

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking