Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

22
Abr15

Dos crescimentos díspares (ou a falta deles)

Quando era mais nova e comecei a gostar de futebol, metia-me em muitos bate-bocas por causa da rivalidade entre o Porto e o Benfica. O Benfica era isto, Lisboa era aqui, os mouros era aqueloutro. Vivia aquilo com uma intensidade imensa. 

É verdade que, ao longo dos anos, me fui distanciando do futebol e de toda essa febre que brotou em mim durante muito tempo. Já não sabia o plantel de cor, já não via os jogos todos nem chateava o meu pai semana sim, semana não para irmos ao estádio. É claro que nunca perdi os grandes jogos, nunca me abstive de dar opiniões, nunca deixei de ter o olho nos resumos e na tabela de classificações nem nunca - jamais! - deixarei de detestar o Benfica. Aprendi que, se não vir os jogos todos e se não viver tudo aquilo com tantos picos de alegria, raiva, fúria e êxtase sofro incomparavelmente menos. E também não me chateio tanto, pelo menos no que toca a Benfiquistas. As minhas bocas - a não ser para amigos muito próximos, com private jokes que sei que não vão dar zaragata - já não saem cá para fora. Acabou.

Eu agora vejo os jogos porque quero que o Porto ganhe. Porque vibro com aquilo, porque me apetece chorar de alegria, porque - apesar de tudo - continuo a gostar muito daquela adrenalina própria que só um jogo de futebol nos oferece. E, claro, também gosto que o Benfica perca - na liga, na champions ou onde quer que seja (embora consiga perfeitamente admitir que mereceu ganhar num determinado jogo ou que esteve de parabéns por outra coisa qualquer). Mas tomo isso como um dado adquirido: não preciso de escarrapachar isso no facebook, não preciso de picar os outros porque estou com raiva por ter perdido.

Um dos meus grandes defeitos é achar que tudo ou é preto ou branco e esquecer-me da escala dos cinzentos. Em quase todas as coisas tenho uma falha de interpretação devido a essa minha incapacidade de ver os cinzas. E, neste caso, passa-se o mesmo: eu acho que aquilo que me aconteceu, o "desinteresse" e o autocontrolo sobre mim mesma, foram uma aprendizagem que adquiri com os anos. Chama-se crescer. E de cada vez que vejo estados no facebook de benfiquistas com postas de pescada ("porque eu não tenho memória curta, também gozaram com o minuto 92!") ou os portistas com estados aziados ("o Porto ao menos jogou com o Bayern - vocês nem que quisessem podiam!") dá-me vontade de esganar alguém. No fundo, acho que todos crescemos de igual forma, quando tal não acontece (lá está a história do preto e do cinza). O que, neste caso, é uma pena. Se apoiassem o vosso clube e se se deixassem de merdas e (in)diretas é que faziam bem.

 

(E sim, escrevo-o com muito orgulho: sou Portista, apanhamos 6 e ficamos pelo caminho. Mas a vitória da primeira-mão ninguém apaga - e muito menos os sorrisos, os abraços e os urros de alegria que dei durante aqueles 90 minutos. Isso sim, é a essência do futebol). 

2 comentários

Comentar post

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking