Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

30
Dez16

Desculpa mundo, mas o meu 2016 foi absolutamente espetacular

É engraçado como as coisas se repetem: há um ano atrás estava também a escrever um post de balanço e a fazer um esforço para refletir sobre os 12 meses anteriores e não só nos últimos tempos que tinha vivido, que não tinham sido muito bons - eu sabia que 2015 tinha sido generoso comigo, mas tive de me esforçar para o admitir, porque quando nos deixamos invadir por sentimentos negativos parece que tudo na nossa vida é escuro.

Não esperava, mas este ano está a acontecer-me o mesmo. O último mês não tem sido brilhante: mas a verdade é que todos os outros foram (com exceção de Janeiro, que estive de cama). 2016 foi, talvez, o melhor ano da minha vida com aquelas que foram - e aqui sem qualquer tipo de dúvida - as melhores férias até hoje. Até me sinto mal em dizer isto, uma vez que todo o mundo está com vontade de dar um pontapé no rabo de 2016 e nunca mais o ver à frente - mas não é o meu caso. Lembro-me todos os dias das coisas maravilhosas que fiz este ano: o que vi, o que senti, o que viajei, o que conheci. Vivi dias incrivelmente felizes e com uma paz de espírito rara em mim; sinto que cresci imensamente a nível emocional e somei muitas pequenas vitórias profissionais, que tornam os meus dias de "luta" numa guerra que estou feliz por lutar.

O incrível no meio disto tudo é que, para além das viagens e de um par de coisas realmente marcantes, não há assim tanta coisa que eu possa dizer que foram a razão para este "título" que estou a dar a 2016. E isso é maravilhoso, porque é sinal que a vida que levo - todos os dias, a minha nova rotina, as "minhas" novas pessoas - são o suficiente para uma vida feliz. É claro que fui extra feliz quando fui para Estocolmo, quando pisei solo russo, quando ouvi a Adele ao vivo ou quando passei o dia num kayak no meio do Douro - mas tudo isto são adereços no meio de um quadro, só por si, muito bonito. 

E é isto que eu quero reter sobre 2016 - acho que aprendi a ser feliz. Mais: antes disso, aprendi o que é ser feliz. Viver as pequenas coisas, saborear as vitórias e saber deixar ir as derrotas, as tristezas e as coisas menos boas da vida; saber deita-las para trás das costas, não as vivendo ainda mais intensamente do que todas as outras coisas. Diria que o cruzeiro foi das melhores experiências da minha vida e fazia-o todo de novo, mas não há nenhuma viagem ou concerto que se comparem a um ensinamento destes, que acho - e espero - me vai servir para o resto da minha vida.

Fecho 2016 com todas estas lições em mente e tentando pô-las em prática, dando a volta a este estado de espírito menos positivo das últimas semanas. Se 2017 for igual, só tenho a agradecer: acima de tudo, só quero saúde para mim e para os meus e muito trabalho à mistura. Do resto, trato eu. Acho que já tenho pózinhos de prilim-pim-pim suficientes para fazer a coisa brilhar.

 

PicMonkey Image.jpg

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking