Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

26
Ago15

Crescer

"I'll never forget how the depression and loneliness felt good and bad at the same time. Still does."

Henry Rollins, The Portable Henry Rollins

 

Estas férias estão a ser, sem ter de pensar muito, as piores férias de sempre - uma espécie de continuação das do ano passado, que também não foram muito melhores e que previam um desfeche bastante mais doloroso e definitivo. Ainda assim, acho que consigo contar com os dedos das duas mãos as vezes que saí de casa para fazer alguma coisa que não seja ir ao supermercado, farmácia, correios ou lota. Já cheguei, inclusive, a passar quase uma semana sem pegar no carro - e dos dias que passo fechada em casa, já é sorte ir lá fora, com o tempo "óptimo" de Agosto que se tem sentido. 

Tem sido um atrofio físico e mental que mete dó - quem olhasse para mim em Maio julgaria que não se tratava da mesma pessoa. Se a minha vida fosse uma curva, descrita em papel quadriculado e bem desenhada, tinha um pico muito grande lá para os meados de Maio, mantinha-se até inícios de Julho e... pum. Descia a pique e diria que hoje estava em níveis negativos. 

Nada desta vida é saudável. Não levantar o rabo da cadeira não é saudável; fazer voyerismo facebookiano a toda a hora (porque, hoje em dia, é quase um instinto básico) e ver que toda a gente está de férias, feliz, com o/a namorado/a, amigos/as e em clima de grande descontração e festas também não é saudável; comer por entretimento tem tudo menos de saudável. Talvez por isso ande doente, com dores de cabeças e com uma cara de morta-viva que mete medo ao susto - e à minha mãe, que me quer arrastar para um médico o mais rapidamente possível (o que me angústia ainda mais, porque toda a gente sabe que eu fujo dos médicos como os gatos fogem da água). Sonho com a hora de começar as aulas, de ver gente, de entrar na minha rotina; de ir para o ginásio, fazer mais aulas e deixar as torradas e os doces de lado e tornar-me a virar para a vida saudável que me fez sentir tão melhor há uns meses atrás; de começar o meu curso de fotografia e o outro de alemão, conhecer gente nova, preencher o tempo e aprender mais, mais e mais.

Acho que só quem tendencia a entrar nestas espirais depressivas é que percebe - e eu também não vou gastar o meu tempo a explicar, até porque não consigo; não tenho argumentos, não tenho razões. Só se sente. É estúpido e irracional. Mas há dias encontrei uma frase no goodreads que explica, sem explicar, o que isto é. Ou, pelo menos, que eu sinto. A única coisa que eu acho é que, no meio disto tudo, eu estou a tentar encontrar um equilíbrio; estou a tentar aprender a pessoa que sou e a forma como tenho de me inserir no mundo para tentar não sofrer da forma como normalmente sofro por as coisas não funcionarem da forma que eu quero, que acho corretas; de as pessoas não serem como eu as idealizo, de não serem preto no branco, de estarem sempre numa escala de cinzentos que eu normalmente não consigo ver, como se de uma espécie de daltónica das almas se tratasse. Enfim, a minha mãe chama-lhe "crescer".

E, sendo assim, só tenho uma conclusão a tirar: crescer dói para caralho.

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking