Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

04
Set15

Campismo em família

Depois do picnic em família ter corrido muito bem e de, no fim, termos todos tido pena de irmos embora, começou-se logo a dizer que, para a próxima, tínhamos de ficar de um dia para o outro - ou seja, pernoitar. Eu, que nunca tinha feito campismo na vida, calei-me no meu canto e esperei que essa ideia se varresse das mentes de quem a imaginou - sinceramente, nunca esperei que se conseguissem angariar tantas pessoas para uma só noite no campismo!

Para minha surpresa, há umas três semanas atrás, a coisa começou a ganhar forma. Começou-se a falar em sítios, quem ia levar o quê, quantas tendas faltavam... e a coisa fez-se. Tive de dar o braço a torcer e, embora nunca tenha feito questão de ir acampar, sabia que era só uma noite e isso não me podia custar assim tanto. Sabe-se lá como, juntaram-se 28 pessoas em 9 tendas e lá fomos nós. O parque escolhido foi o Lima Escape, que já faz parte do parque Peneda-Gerês e, tenho para mim que não podíamos ter feito melhor escolha. O parque era enorme e sem parcelas, por isso conseguimos ficar em "clã", numa espécie de roda; para além disso tínhamos os quartos de banho e os grelhadores perto, assim como acesso à energia eléctrica. A viagem foi super calma porque, para se aceder ao parque, não é preciso andar aos "esses" de um lado para o outro naqueles típicos caminhos do interior - é sair da auto-estrada, entrar numa nacional e já lá estávamos. Foi pensado para ser perfeito!

Os carros estavam todos atolados até ao teto, o que dava a ideia que íamos ficar pelo mês inteiro. A verdade é que o campismo é um bocadinho ingrato a este nível - passe-se uma noite ou dez, há sempre coisas que se têm de levar: tenda, colchões, saco-cama, almofadas, lancheiras, agasalhos. E sabe Deus o quanto é que isso ocupa! Ainda assim, deu para rir um bocadinho quando todos vimos o estado em que os carros iam.

Os dois dias foram passados, principalmente, numa lagoa muito bonita que havia lá perto. Era pequenina - demasiado, tendo em conta que éramos muitos e já lá estavam sempre meia dúzia de pessoas -, um tanto ao quanto perigosa por causa das rochas escorregadias, mas linda de morrer e com uma água super cristalina. Mas a melhor parte do fim-de-semana, para mim, foi andar de kayak. Nunca tinha andado mas sempre fui super atraída por desportos aquáticos e tenho a dizer que amei. Remar num rio sem ninguém, onde não se ouvia ou via vivalma, foi simplesmente mágico. A primeira vez que me deparei naquele cenário, só com o vento a correr nas árvores e com água a 360º, apeteceu-me chorar de felicidade. Foi, provavelmente, o momento mais alto das minhas férias de verão. Por entre os dois dias ainda andei quatro vezes, cada uma sabendo-me melhor que a anterior - e só tive pena de não ter uma GoPro para registar aqueles momentos para a posteridade. 

De resto, o convívio foi bom e saudável, e acho que são poucas as famílias numerosas que se juntam para encontros deste género. Dormi muito mal à noite - tenho a sensação que estive sempre consciente, por um lado por nunca estar confortável e por outro por ouvir ressonar independente do lado em que me virasse -, mas a manhã foi o meu momento favorito da estadia no parque. Acordar, às 8h da manhã, já com alguns tios a pé e a tomarem o pequeno almoço e ir assistindo às pessoas a levantarem-se, pouco a pouco, com aquele ar deliciosamente ensonado; tomar um café com leite, bem quente, que contrastava com o ar húmido que se fazia sentir; comer o pão fresco que praticamente esgotamos da padaria. E a oportunidade de estar com quase toda a família, quase 48h, é algo que nunca tínhamos feito e acho que tão cedo não vamos esquecer - independentemente das nossas diferenças e contratempos que possam ter surgido.

Foi bom, foi diferente e saiu fora da minha zona do conforto, algo que já me estava a fazer falta há algum tempo.

 

11953185_10204876532370221_5698064017933442719_n.j

 

Quatro das malas que foram:

 

11887915_10204874974851284_2777586359036131599_n.j

 

 

 

A vista do acampamento:

 

DSC_0636.JPG

 

 

Bungolow no parque:

DSC_0681.JPG

 

Vista para o rio:

 

DSC_0689.JPG

 

 A lagoa:

DSC_4267.JPG

 

 

DSC_4449.JPG

 

 

1 comentário

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2020 Reading Challenge

2020 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking