Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

29
Jan14

Calcanhar de Aquiles na cozinha

Eu suponho que todo o cozinheiro tem o seu calcanhar de Aquiles. O souflé que não sobe, as claras que não pegam, o chantily que não se forma, a maionese que não se mistura, o bolo que fica sempre colado à forma. Pois eu, até agora, considerava-me uma vencedora: não tinha nenhum!

Toda a gente sabe que eu adoro cozinhar, principalmente doces. Se pudesse, passava umas horas na cozinha todos os dias a fazer uma especiaria diferente. O mal dos doces é que engordam e, portanto, feitos com tanta frequência não dariam bom resultado. Mais: a verdade é que eu, com o meu jeito (modéstia à parte) e o meu paladar, acho que dava uma boa pasteleira. E é das coisas que dá emprego... mas que se tem uma vida de escrava. É trabalhar até às tantas, acordar de madrugada.... enfim, não é uma vida que queira para mim.

Mas voltando à minha fraqueza: o leite creme! O idiota do leite creme, acham normal? Primeiro, não atinava com a receita. Eu, que depois de ver fazer uma vez faço tudo direitinho e seguidinho, tive de pedir várias vezes ajuda à minha mãe, porque me esquecia sempre como se fazia isto e aquilo. A verdade é que na primeira vez que fiz, sozinha, o dito doce, esqueci-me de lhe pôr ovos. Arrrrrrg. Mas eu não sou de desistir. Dias depois, tentei de novo. Estava a correr tudo bem até que vi a minha mãe lá fora a fazer qualquer coisa e fui ajuda-la, qual boa samaritana. Quando cheguei à cozinha, já o leite tinha vertido pelo tacho, o disco ficou todo sujo e o leite creme poderia estar condenado, não fosse a minha mãe uma boa cozinheira e me safar daquela situação. Hoje, que vou receber amigos, tornei a tentar a minha sorte. Dizem que à terceira é de vez, e eu gosto de acreditar que sim. Só lá para o fim é que eu me apercebi que alguma coisa estava errada; quando virei o leite creme para a tigela, o fundo estava... esturricado. Perdão: esturricadíssimo! Acho (e espero) que o sabor não tenha passado para o doce, tendo em conta que passei uns vinte minutos à volta do tacho para tirar todo aquele negrume do fundo - e já foi castigo suficiente.

Como se vê, independentemente da forma, o leite creme arranja sempre forma de me tramar. Mas eu já fui avisando: ele tem ganho as batalhas, mas sou em que vou ganhar a guerra! Nem que seja o último prato que eu faça, pá!

6 comentários

Comentar post

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking