Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

23
Out13

Voltar a bater no ceguinho

Vocês devem achar-me uma extremista, uma maluquinha no que diz respeito a drogas e álcool, quase como se isso controlasse a minha vida (e não é, de todo, verdade). Os extremos raramente são bons, mas eu cá tenho as minhas razões. Para além de tudo mais, isso são apenas pequenos factores, pormenores, que me indicam o estado das coisas. E eu vou voltar a bater no ceguinho, mas ignorem: isto é um daqueles textos que escrevo para mim, porque senti um desespero em expressar-me, demonstrar a minha frustração e gritar ao mundo.

Eu fiz um esforço - recusei a praxe mas decidi ir a uma alternativa que existe no meu curso, sem todo aquele culto da humilhação e parvoíce. Obriguei-me, porque achei que tinha que começar por algum lado. Fui e não correu mal - nem bem, a bem dizer, mas enfim. Depois, quando chego a casa e abro o grupo do facebook criado para a comunicação entre os novatos, leio algo que me transtornou: que um dos mais velhos disse, algures, que "nós bebíamos pouco", que nos próximo jantares era para embebedar. Pior que isso, foram as reações a esse comentário infeliz: tudo à base de "oportunidades não hão-de faltar :D". Mas o que é isto???

Eu sei que generalizar é algo ingrato e que há sempre um grupo minoritário que é injustiçado. Mas isto tira-me do sério! Eu não quero, nem vou, fazer parte deste rebanho triste e, infelizmente, não consigo encontrar alguém que queira fugir disto comigo. Eles hão-de existir, mas são tão poucos que não os consigo encontrar. Isto não é pelo álcool, tal como disse em cima: é por ter todo um conjunto de princípios adjacentes que, para mim, são errados. 

E eu não estou em negaçào: sei bem que quem sai mal daqui sou eu e só eu (aliás, já não se nota?). Sou eu quem acaba sozinha no fim do dia. Mas não vou ceder e transformar-me neste produto fraco que a sociedade está a formar (há lá coisa que me entristeça mais do que ver pessoas cheias de potencial a acabar formatadas?). Eu vou ser alguém, ter alguns amigos e, vejam lá!, divertir-me sem ter de atingir um coma alcoólico, mantendo os meus princípios intactos. É isto que quero para mim, e espero daqui a uns anos sorrir perante aquilo que pode ser interpretado como casmurrice, preserverança até uma tempestade num copo de água.

As esperanças não eram muitas, mas a minha desilusão com a vida académica é para lá de grande. 

16 comentários

Comentar post

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking