Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

29
Set13

Votar ou não votar, eis a questão

Na União Soviética votava-se. Diziam eles que aquilo era uma democracia, porque de facto os populares podiam escolher aquele com quem mais se identificavam. Esta é a ilusão 1, a premissa que nos dá a noção de que aquilo poderia ser, de facto, perfeito. Mas por detrás disto, estão duas grandes verdades:

 

  1. A maioria dos candidatos eram escolhidos pelo partido - regiam-se por aqueles ideais pelo que o país já estava a ser dirigido e não havia, por isso, grande volta a dar.
  2. Havia votos, sim. Havia pessoas a votar, que remédio. Mas a votação era à mão no ar e, se alguém mais ousado pensasse sequer em votar em quem não devia, estava eternamente marcado.

 

Contei-vos isto para demonstrar a ilusão que é a democracia. Eu gosto, a sério que sim: eu gosto de poder escrever aqui as minhas opiniões, gosto de poder dizer mal do Passos Coelho, embora não o faça frequentemente, gosto de termos (alguma) liberdade de escolha, gosto de poder ir votar e dar a minha opinião. Mas, para mim, a democracia, também como o comunismo, adivinha-se uma utopia, principalmente numa altura em que o dinheiro começa a escassear. E, para mim, é tudo a mesma merda. Eu olho para os cartazes dos candidatos à minha região e penso que são montes de caca mas com embrulhos diferentes: todos à espera de uma oportunidade para ganharem às nossas custas.

Se calhar a culpa é minha, que deixei de acreditar nas pessoas, naqueles sorrisos sonsos, naquele suposto olhar de sinceridade dos políticos e das suas mulheres que aparecem em cada cartaz. Se calhar sou eu que já perdi a esperança que isto vá ao sítio. Podia votar em branco, podia votar no Mickey Mouse, mas acho que não. O meu protesto não é só contra a falta de identificação para com os candidatos, mas também por todo este sistema de merda - e, para isso, mais vale não ir lá.

Confesso que a decisão de ir/não ir ainda não está 100% decidida. Só aí uns 98%. Se fosse votar, votaria por um partido e não por uma pessoa, porque mal conheço os seus nomes; não me dei sequer ao trabalho de ler os panfletos cheios de palha e as tretas do costume - fazem-me lembrar aqueles flyers das associações de estudantes, que diziam sempre que iam implementar uma rádio escolar e outras coisas que tais e a única coisa que faziam até ao fim do ano era uma festa de "arromba". Eu quero votar no dia em que souber que o meu voto vai fazer a diferença, em que vou acreditar nele a apoia-lo, porque me identifico com algo ou alguém que me poderá representar; eu vou votar quando houver escolhas válidas. Provavelmente, irei votar quando tiver um medo terrível que mais um palhaço - ainda maior do que os outros - esteja em perfeita iminência de subir ao poder. Hoje não é o dia.

 

P.S.1: Escusam de me atirar pedras de que quem não vai votar não pode ir para manifestações (que eu não vou) nem pode reclamar - eu reclamo na mesma, porque tenho tanto direito de opinião como os outros.

P.S.2: A decisão de não ir votar baseia-se também no sítio onde vivo onde, em geral, sou muito pouco participativa - limito-me a viver aqui e pouco mais, toda a minha vida é feita fora desta cidade. Se votasse no Porto, por exemplo, a história seria diferente e eu já teria ido, muito provavelmente, às urnas. 

10 comentários

Comentar post

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking