Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

02
Set14

Ano novo... mas o ginásio é o mesmo

Eu acho, honestamente, que sentimos mais o início do ano lectivo/de trabalho/pós-férias do que o início do ano civil, onde a única coisa que muda são os últimos algarismos da data que escrevemos diariamente. É um começo para quase toda a gente: para as crianças inicia-se um novo ano escolar, para os jovens adultos um novo ano (ou mesmo a entrada) na faculdade, para os adultos o regresso à rotina do trabalho de sempre ou um novo, pronto a estrear, com tudo o que isso implica.

As minhas "férias" estão a acabar e, como tal, um novo ciclo começa. Estive este mês de Agosto afastada do ginásio, primeiro porque não tinha tempo e segundo porque havia muito poucas aulas que me interessassem. Eu comecei a ir ao ginásio no início de 2014: foram sete meses de ginásio, mais devagar no início, a dar-lhe mais forte no meio e a acalmar no final; notei resultados no meu corpo e também a nível psicológico. Fez-me bem a todos os níveis, e o que custa é mesmo começar: a força de vontade fomenta-se, e há certas coisas que se aprende a gostar. Se dançar em frente alguém, aqui há uns tempos, era um drama, agora (naquele contexto) já não custa nada. Perdi peso, ganhei massa muscular, mas como me olho ao espelho todos os dias não consegui ver uma mudança gigante.

Mas agora estou de volta. 2 de Setembro, o meu primeiro dia de ginásio do ano. Logo a matar, diga-se, que tenho um novo professor de zumba que tem mais energia que nós todas ao mesmo tempo e me deixou de rastos. Nutríamos todos um carinho enorme pela outra professora - que tinha salero, dançava-se mais do que se fazia exercício - e vamos todos sentir saudades, mas a vida não pára e este aqui veio mesmo para queimar calorias. 

Amanhã vou tirar fotos e pesar-me (coisa que faço de mês a mês - ou menos!) para poder ir registando a diferença. Este vai ser O ano, estou para lá de motivada. Ano novo, professor novo, aulas novas. Já estou como a outra: até ao verão fico boazona. É esperar para ver.

02
Set14

Mimo numa noite quente

Ontem estava uma noite espetacular, daquelas que acontecem uma dúzia de vezes durante o ano. Estava moída da praia, acabei por jantar sozinha aquilo que tinha sobrado do almoço e a preguiça estava a tomar conta de mim. Acabei por, depois disso, ir para a varanda que temos aqui, com grade para que os cães não entrem. Escrevi um pouco, pus-me a par das novidades, e a certa altura chega a pequena Molly. Ao ver-me, começa a chorar. 

Em ocasiões normais ignoraria e ela dava meia volta e voltava para a casota - mas ontem não me apeteceu. Abri-lhe a porta, deitei-a no sofá comigo (ou pelo menos tentei, que quando dá a genica àquela cadela é um problema para a acalmar)  e ela lá acabou por adormecer, estendida no sofá e com a cabeça em cima das minhas pernas. Não a mandei embora porque foi mesmo por aquilo que eu a quis, a razão porque me apaixonei por ela e pelos irmãos quando ainda eram pequenos: queria mimo, queria poder pegar-lhes ao colo se fosse preciso, passear com eles, mete-los num carro para passear, poderem dormir a meu lado quando eu quisesse. E eu amo os meus Serras, mas a portabilidade não é o seu forte (onde, neste mundo, é que a Olívia se poderia deitar naquele sofá? Quando é que a posso ir passear sem que me roube um braço se lhe der na real gana? Enfim, desvantagens de ser grande!), e com a pequenita não tenho esse (grande) problema. Para além disso, tenho dispensado tempo para a ensinar, e ela aprende com uma facilidade inacreditável: já senta, já deita, já dá a pata é já toca nos dedos se os entendermos (mesmo que isso implique ter de saltar ou deitar). Agora já só falta saber andar de trela (o que não está fácil, parece um canguru de cada vez que tento) para se tornar numa cadela de sonho e acompanhar a dona para onde quer que eu vá. 

Estou apaixonada. E, a cada dia que passa, gosto mais dos meus cães. 

 

01
Set14

Um dia de férias

Hoje foi um dia especial. É dia 1 de Setembro - um dia só por ele especial, tendo em conta que se celebra o aniversário do meu irmão,  que eu adoro e de quem tenho sempre as maiores saudades (parabéns mano!) - e eu sinto que tive o meu primeiro dia de férias desde que estas começaram. 

Mal abri a pestana,  de manhã, e vi o quentinho que se fazia lá fora (e depois de consultar um site sobre o tempo nas praias,  que aqui no norte pode estar um tempo fabuloso na cidade, mas horrível na costa)  meti-me no carro e rumei a uma praia ao acaso. Voltei para almoçar mas rapidamente me tornei a fazer ao caminho, completamente sedenta de alguma paz, de mar, de sossego, de algo que me lembrasse que estás férias ainda podiam ser férias. 

E apesar de tudo - da cabeça estar em casa, a pensar em tudo menos descanso -  soube-me bem, tão bem. Há alturas em que, por muito que custe, há que normalizar a vida o mais possível; há alturas em que mais vale olhar à volta, perceber que não há mais nada a fazer e voltar a tentar respirar fundo e levar a vida com um bocadinho de leveza, porque sofrer pelos outros é normal, mas não nos leva a lado nenhum. 

Hoje fui à praia, vi o mar, e só não entrei por lá adentro porque as ondas não deixavam. Hoje pode ter sido o meu último dia de férias, que com a instabilidade das coisas nunca se sabe o amanhã. Foi só um, mas com o cansaço emocional que sinto, já foi o suficiente. 

Pág. 4/4

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking