Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

05
Mar13

Jennifer Lawrence

Naqueles dias pós-óscares falou-se muito na Jennifer Lawrence e da sua postura nas entrevistas, aquilo que ela dizia e fazia. A começar, como é óbvio, por este gesto obsceno que ela fez em pleno evento - que, diga-se de passagem, não podia ser mais deslocado, desapropriado e todos esses adjetivos do género.

Muita gente a desconhecia até àquele dia - ela não participou em assim tantos filmes, embora se tenha distinguido em muitos dos que participou. Eu conhecia-a desde os Hunger Games e, devo admitir, sempre simpatizei com ela (entre ela e a Kristen, as diferenças acabam por não ser assim tão grandes, sendo a "irreverência" uma constante). Apontei-lhe o dedo em casos esporádicos em que achei que errou (como fiz acima) mas, normalmente, acho-lhe bastante piada e às suas "entradas" estranhas e parvas. Acima de tudo, por uma razão muito simples: porque, muitas das vezes, ridiculariza as perguntas dos jornalistas que são, só por si, ridículas - às vezes fazem quase lembrar as entrevistas rápidas com os jogadores de futebol: os entrevistadores perguntam sempre a mesma coisa, como se não soubessem que os atletas vão dizer a exactamente a mesma coisa que disseram no desafio passado.

Para além do mais, acho que tem uma beleza estranha e invulgar que me agrada, sendo que também tenta passar uma imagem muito "humana" da sua pessoa em todas as entrevistas que dá: no meio de tanta baboseira que diz, transparece o facto de ser uma mulher com frustrações, que tem manias com o seu corpo e outras coisas normais como todas nós. Ah!, e não esqueçamos o estilo: lá pinta aquela miúda tem!

Agora vejam a press que ela deu depois de ganhar a estatueta dourada e tenham uma amostra de uma das actrizes que cada vez dá mais cartas em Hollywood:

 

 

 

Ah, e já agora, o episódio hilariante dela com o Jack Nicholson:

04
Mar13

1D fever

Também o meu sobrinho mais velho anda com a febre dos One Direction. Segundo consta, agora é a banda sonora de casa do meu irmão - o rapaz (que tem sete anos) põe o tablet em repeat mode, e entretém-se a cantar pela casa, no banho,... Mas bem sei que não é o único: tenho visto muitas raparigas na minha escola, maioritariamente do básico, com camisolas estilo "I <3 1D" ou com o calendário com os rapazes esparramados nas suas folhas.

E sabem uma coisa? Não vejo mal nenhum. Eu própria acho que eles têm alguma pinta e um par de músicas que conseguem animar-me o dia. Há uns tempos vi um vídeo em que cantavam à capela uma música qualquer e eu fiquei, muito honestamente, de boca aberta de espanto - dei-lhes valor a partir desse momento, por não serem só umas carinhas larocas com fama até aos cabelos, mas sim pessoas com capacidade para chegar onde chegaram.

Eu só condeno este tipo de coisas quando mudamos quem nós somos e a maneira como nos mostramos aos outros - não gosto de punks, de malucos, de rastas ou de qualquer afirmação desesperada como forma de mostrar que somos super adeptos de algo ou idolatramos alguém que adopta esse estilo. Verdade seja dita que nunca fui adepta de quartos forrados a posters, camisolas com fotos e frases, mas enfim... no meio de todo esse mundo, é o mínimo. Para mim, em suma, é condição prioritária sermos nós mesmos. Agora gostarmos de 5 miúdos engraçados e com músicas animadas? Para mim não há problema algum. Que todas os ídolos dele sejam assim e eu fico feliz e descansada.

 

(esta ainda por cima aumenta a auto-estima.... bem que estou a precisar)

 

Post em conformidade com um que fiz aqui há uns meses.

03
Mar13

Já todos sabemos que adoras Lisboa, mas o que fizeste por lá?

Andei de metro em hora de ponta pela primeira vez. Consegui chegar sem percalços ao Colombo. Vesti-me, outra vez, nas casas de banho de lá. Fui ao palco da Fnac entregar uma série de prémios. Andei por Martim Moniz e entrei nas 15698 lojas de bijutaria que lá existem, cheias de tralhas até não caber mais. Almocei uma tosta a metro e mais uma fatia de bolo axadrezado. Comi um gelado da Santini. Nos entretantos, fui tirando algumas fotos:

 

 Antes de ir para o Colombo e imediatamente depois de ter chegado ao Oriente, fui matar saudades da vista da Expo:

 

A entregar os prémios:

 

Chocolate&Doce-de-leite = delíciaaaa:

02
Mar13

Back in town

Perguntam-me muitas vezes porquê que vou tanto a Lisboa, porquê que gosto tanto de Lisboa, porquê que de três em três meses ponho lá os pés (o que não é conta certa, mas enfim).

A resposta é: embora seja uma cidade que carrega uma carga emocional grande para mim, a verdade é que sempre que lá vou acabo por descobrir mais alguma coisa que antes não conhecia. E, acima de tudo, porque me faz feliz. Porque dias diferentes são aqueles que marcam a diferença.

Pág. 6/6

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking