Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

25
Mar13

Primeiro dia

Boas notícias - temos net no hotel! E foi uma das poucas coisas boas deste dia... dormi hora e pouco, por entre insónias e nervosismo. Acordei às 4 e pouco e estava no aeroporto às 5.15h. No fim, só tivemos voo às 12.30h, ou seja, praticamente 7 horas de espera. Quando chegamos a Barcelona, esperamos mais duas horas pelo transfer. E já estavamos para lá de exautos, chateados e rabugentos. O hotel é... diferente e pequeno, difícil de caracterizar. Todos estamos com maleitas... uma com dores de barriga, outro de cabeça, uma com o início de uma otite e eu já várias vezes a arriscar virar o barco. Todos exaustos, em suma. Há minutos, tivemos o grande acto de partilharmos todos o mesmo pensamento e confessa-lo: apetecia-nos era estar em casa, com os nossos e as nosas coisas, em busca do conforto que nos faltou o dia todo. Mas amanhã há mais, e esperemos que melhor, porque este primeiro dia doeu a passar.

25
Mar13

Sócrates na RTP? A sério?!

Eu não costumo comentar política. As minhas opiniões costumam ser um pouco controversas e, muito honestamente, não estou para me chatear - e quanto à conjectura atual do nosso país, opto por uma visão de "deixa passar", porque acho que temos de pagar aquilo que devemos e tem de ser alguém no poder a obrigar-nos a isso (porque ninguém paga aquilo que acha que não deve).

Fora isso, e não querendo entrar em assuntos mais profundos, acho que é dado adquirido para 90% dos portugueses (digam-me que estou certa, por amor de Deus), que José Sócrates é um corrupto. Partido do principio que ele não nos roubou enquanto foi primeiro ministro (isto dava a piada do ano, mas pronto, estou a tentar ser simpática), há muitas outras coisas que nos mostram o quão bem formado ele é: começando, por exemplo, na licenciatura tirada a um domingo. E o freeport. E todas essas coisas fantásticas que todos sabemos.

Agora a minha pergunta é: como é que um crápula destes vai fazer um comentário político, julgar alguém ou diagnosticar problemas num país, quando ele contribuiu para que eles aumentassem em grande escala? Pior!, como é possível ele fazer isto na televisão pública, que somos nós que, em parte, pagamos?

Desde que soube a notícia, apeteceu-me com toda a força nunca mais ver a RTP. E até assinei uma petição, coisa mais que rara em mim. E logo eu, que faço por nem ligar muito a toda esta vergonha que se está a passar no país - mas uma pessoa tem limites!

24
Mar13

Barcelona espera por mim

A mala já está feita e praticamente acabada (ou se calhar até não, visto que as previsões de tempo mudaram para muito melhor e é hora de pôr de novo a uso as t-shirts). Já estou mais calma, mais convencida de que tudo vai correr bem, que ninguém vai perder nada no caminho e que vai ser tudo lindo e perfeito, com fotos e momentos maravilhosos para mais tarde recordar.

Já estou com saudades, como é óbvio - eu tenho tantas saudades que mesmo antes de deixar as coisas já sinto falta delas... tretas típicas de Carolina. Vou deixar aqui o meu cantinho sabe-se lá como, porque não sei como será a minha vida lá - acho que o meu hotel gayfriendly tem internet, mas não sei se é paga; ainda assim, tentarei passar cá o mais vezes possível e no mínimo tentarei pôr fotos no instagram e no facebook do blog (ponham like, vá!). Como não gosto de deixar isto ao abandono, deixo um post por dia para nem sequer terem hipótese de sentirem saudades minhas.

Prometo que me vou tentar divertir e aproveitar ao máximo a companhia dos meus amigos e esquecer as minhas preocupações e dramas típicos. Torçam por mim e vão passando por cá em busca de novidades!

23
Mar13

A política das mensagens à noite

Desde miúda que a minha mãe me ensinou que não se deve ligar para as pessoas depois das 22h, e isso ficou bem interiorizado em mim. Sempre que ligam cá para casa depois disso, das duas, uma: ou é um louco mal-educado ou uma emergência. O mesmo se passa com o meu telemóvel: se receber uma chamada tardia, o meu coração dispara de preocupação. Mas tudo muda em relação às mensagens.

O meu telemóvel recebe e envia mensagens durante as 24 horas que o dia tem, de forma completamente despreocupada. Desde há 4 anos atrás - altura em que me a minha vida social se agitou um pouco, felizmente!, - que recebo mensagens às 2,3,4,5 da manhã, e não me importo minimamente. Muitas das vezes até respondo, graças aos meus sonos estranhos. Como durmo por secções e tenho muitas fases em que acordo durante a noite, respondo às mensagens que me mandam (também a horas "indecentes") na altura em que calhar - e não é por mal, não é com a intenção de acordar ninguém. Mas se me mandam mensagens em horários estranhos, suponho que não se importem de também as receber no mesmo regime, ficando o meu cérebro a "pensar" que há pessoas com os sonos tão trocados como eu. Porque, no fundo, há sempre a esperança de existirem outras aves raras com os mesmos problemas que nós.

 

P.S.: Essas aves "raras" existem, portanto não são assim tão raras. Eu cá conheço algumas, o que me faz sentir muitooooo melhor!

22
Mar13

Hoje

Hoje era suposto ser o meu primeiro dia de férias - aliás, ser o primeiro dia em que me sentiria mesmo de férias. Passei esta semana sem aulas mas com a cabeça demasiado ocupada para conseguir sequer descansar. Para além disso, era ter de fazer isto, tratar daquilo, ter combinado com a pessoa x um encontro aqui em casa... enfim, eu mal dormi estes dias com as preocupações que tinha.

Este era o primeiro dia livre, sem nada marcado, sem nada planeado, nem nenhuma obrigação. Mas a juntar às dores de dentes que me apareceram ontem, que me deixam numa indisposição para lá de terrível, aconteceu-me algo que já há muito que não me acontecia: uma moleza, uma tristeza qualquer vinda sei lá de onde, que me deixou fechada em casa o dia inteiro. Por cá fiquei, sem nada para fazer, num dia que não me soube a absolutamente nada e que me mergulhou numa letargia absolutamente estúpida e inútil. Como se costuma dizer, amanhã será melhor.

21
Mar13

O meu corpo revoltou-se

Depois de eu tanto me queixar interiormente de estar a ficar gorda, de ter de fazer dieta, de não ter força de vontade fazer dieta e coisas que tais, o meu corpo fartou-se. Como tal, decidiu pôr-me a gengiva (e dentes, sei lá eu, que isto dói-me tudo) ali em volta do siso a dar de si. "E agora, Carolina? Apetece-te comer? Continuas-te a queixar? Bem me parecia!", diz o corpo. Eu não agradeço - e insulto-o interiormente, que dores de dentes é coisa que não desejo a ninguém.

21
Mar13

Sou uma sortuda de 18 anos

Recebi presentes maravilhosos! Dita a tradição que as prendas de 18 anos devem ser marcantes... e foram! Todos os anos recebemos pelo menos uma prenda que não apreciamos assim tanto, que sorrimos, agradecemos e dizemos que gostamos mas que não é assim tão verdade - e este ano isso não aconteceu! Adorei tudinho!

 

Prenda da mãe: brincos em prata dourada, levezinhos e singulares que só eles. Adoro.

 

Quem está desse lado, provavelmente, não me conhece: mas eu ando de relógio todos os santos dias e, como só tenho um que gosto mesmo, é só com esse que ando. Agora tenho alternativa (e uma ÓPTIMA alternativa, diga-se de passagem!). Prendinha da melhor irmã do mundo e do cunhado.

 

Colar de marfim de uma das ourivesarias mais antigas da cidade do Porto. Adoro colares pequeninos que servem quase de amuleto... mal recebi este pu-lo ao pescoço, porque combinava na perfeição com o meu vestido. É lindo, pequeno, leve e adorável. Prenda do mano e da cunhada.

 

A única prenda que pedi mesmo mesmo mesmo: uma máquina fotográfica que filmasse! Chegou, já trabalhou e saiu-se muito bem! Obrigada pai!

 

Tal como disse, eu ando sempre de relógio... e cá está mais uma opção! Já tive um relógio assim do género (mas super hiper mega rasca) que andava sempre comigo, mas que acabou por se estragar. É óptimo ser diferente do Michael Kors, pois assim servem para roupas e ocasiões diferentes. Prenda dos meus amigos de sempre, que sabem bem o que se usa por estes lados!

 

E três dos quatro ramos de flores que me deram. Todos lindos!

21
Mar13

Do dia de ontem

Toda a gente sabe que eu não gosto de fazer anos... epá, mas fazer 18 tem categoria! Foi, sem dúvida, um bom dia. Por regra acabo sempre estes dias meio deprimida, quer seja pela minha horrível relação com festas ou por começar a pensar demasiado nas coisas quando devia, de alguma forma, estar a vive-las. Felizmente que ontem foi um dia suficientemente relaxado para isso não acontecer, a par do carinho que recebi.

Fiquei um pouco surpreendida quando, numa carta que me mandaram, me diziam que que sabiam que eu "não gostava muito destas coisas" - não é verdade! Toda a gente gosta de ser amada e acarinhada por quem quer que seja (piropos não contam, percebem a ideia?). Eu fiquei overwhelmed com a quantidade de comentários que recebi aqui, com os emails que me mandaram e as cartas - porque com o amor da nossa família e amigos já nós contámos, mas com o dos outros, muitas vezes de pessoas que não conhecemos de parte alguma, nem tanto! E como tal foi maravilhoso e eu fiquei derreada e super feliz.

Não passou de um dia normal, com mais telefonemas e mensagens do que o costume. Fui buscar os meus sobrihos ao colégio (onde todas as educadoras me davam os parabéns porque, segundo consta, eles não pararam de dizer que a Tili fazia anos), cozinhei, fui fazer uns recados com a minha mãe... estou feliz por não ter feito uma grande festa, porque sei que arrastaria muitos problemas e preocupações que, sendo como sou, me atormentariam até ao infinito. Tive o bolo que queria, ouvi as pessoas mais importantes, recebi prendas maravilhosas (que mostro depois). E mais não podia ter pedido.

Mais uma vez, agradeço a todos os que se deram ao trabalho de deixar um comentário aqui e melhorar o meu dia.

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking