Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

03
Dez12

"A Gunada"

Eu não sei se esta praga invadiu todos os cantos do país - suponho que não, visto que os "gunas" são conhecidos por serem cá do norte. Eu vou falar sem ter visto o vídeo, porque para poluição já me chega a que respiro todos os santos dias - mas, basicamente, aquilo é uma infestação que invadiu a maioria das pessoas da minha faixa etária (principalmente os rapazes) com expressões o mais irritantes possível. Coisas estilo "que fabela, ó mano", "sé' que m'entendes" ou "que estrondeira, ó sócio".

Tendo em conta que em várias aulas tenho um ou dois rapazes sentados atrás de mim, ouço estas barbaridades centenas de vezes (e eles dizem-nas para me irritar, também, repetindo-as vezes sem conta até eu me passar dos carretos). É que não há coisa mais horrenda, mais... má. Porquê espalhar essas desgraças que andam por aí, meu deus (sim, eu tenho uma imensa falha no sentido de humor e não acho piada nenhuma a qualquer tipo de vídeos desses género)?!

 

Digam-me: esta praga também invadiu as vossas escolas ou o problema é mesmo local?

02
Dez12

As prendas dos miúdos

Quando era miúdita passava a minha vida a jogar joguinhos com o meu pai. Depois do jantar era sagrado: dominó ou quem é quem. Mais tarde, as damas. E eu adorava - e ainda adoro. Tudo o que é jogos de cartas, tabuleiro, batalhas navais, dominós e tudo e mais alguma coisa. Mas acho que é algo que se incita desde pequenino.

É por isso que este ano, para além daquelas tralhas que se oferecem e que os pequenos nunca mais pegam para além da noite de natal, vamos oferecer joguinhos desse género: dominós, mikados, quem é quem's e coisas assim - para que eles aprendam, de uma vez por todas, a brincar de forma mais ao menos civilizada e pacífica. Toda a criança, principalmente quando junta com as outras, tem tendência a gritar, correr e espernear. Mas acho que tudo tem de ter o seu peso e medida e os meus sobrinhos precisam de aprender a brincar - no meu sentido da palavra.

Essas vão ser as prendas da minha mãe... a minha puxa para outro lado, mas acho que eles também vão adorar (pelos menos à primeira vista): poucos dias antes de Natal, vou à loja dos animais e vou oferecer-lhes peixinhos - um para cada, o que dá o equivalente a dois por casa (que eu não quero cá peixes deprimidos por estarem sozinhos). Os papás vão sei queixar até às pontas dos cabelos (mana, escusas de comentar porque a minha decisão está tomada, sim???) mas, na minha opinião, é bom, para eles, crescerem com seres vivos à volta e algum sentido de responsabilidade - mudar a água não, mas dar-lhes comidinha todos os dias é um bom principio.

Digam lá que eu não tenho boas ideias?

02
Dez12

É sempre bom quando isto acontece

Temos mil e uma coisas para fazer a não fazemos nenhuma.

Tinha planeado estudar o fim-de-semana inteiro e ainda não pus um olho em cima de um livro que seja. Para piorar a situação, amanhã o meu irmão chega - o que quer dizer que as probabilidades de continuar a não olhar para os ditos são grandes.

O pior é que eu fico com remorsos do tamanho do mundo, mesmo sabendo que estou adoentada e que tenho apenas uma semana para disfrutar com o meu irmão, e muitas outras para poder estudar.

Acho melhor pegar nos livros enquanto posso (e consigo), ou as coisas ainda dão para o torto quando for a ver os resultados dos testes.

02
Dez12

É o melhor que tenho a fazer

Anda o meu sobrinho Afonso, cabisbaixo, à volta da sala - claramente a chamar à atenção para fazer uma fita.

Chamo-o, ponho-o no meu colo e pergunto o que se passa. Diz-me ele a choramingar:

- Foi o Zé Luís que me bateu com o peluche no olho! Põe-no de castigo!, é o melhor que tens a fazer.

 

Este miúdo é a personagem mais caricata que pode existir. Palavras não chegam para descrever, acreditem.

01
Dez12

Não se pode ser bom a tudo (ou como é difícil embrulhar beyblades)

 

Não sei se têm miúdos na vossa família que brinquem aos beyblades ou se já se passearam pela zona dos brinquedos nos hipermercados. Mas a verdade é que as caixas daquilo não podiam ser mais disformes.

Na quinta, enquanto me entretia a embrulhar as prendas, peguei num destes "piões" e comecei-o a embrulha-lo (há dois, para mal dos meus pecados). A sério, a coisa estava a correr bem - imaginem o meu orgulho! Quando vou fazer o último remate, faço um pouco mais de força para pôr a fita cola e rrrrrrrr - o papel rasgou num dos inúmeros cantos que aquela porcaria tem. Fiquei passada e recusei-me a deitar tanto trabalho e papel fora. Vai daí, peguei numa tirinha de papel sobrante e fiz um remendo - notam o sítio onde o dito está ou o trabalho foi mesmo bem realizado com sucesso (admitam lá que à primeira vista nem se nota, vá!)?

01
Dez12

Esqueçam a alergia

É mesmo gripe. Ranhosa até sabe-se lá onde, chorosa e com dores no corpo (e hoje á noite que mal mexia o maxilar com dores?). E, cereja no topo do bolo, com uma valente crise de fígado por causa dos comprimidos que tomei.

E logo este fim-de-semana que tinha muito que fazer pela frente.

Pág. 8/8

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking