Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

25
Ago12

Os grandes prémios do euro-milhões

Das últimas vezes que joguei no euro-milhões o prémio era exorbitante. Exagerado, mesmo. Joguei por jogar, num reflexo dos meus sonhos mais profundos mas irracionais. No fundo, não saberia o que fazer com tanto dinheiro e só acabaria por me trazer problemas.

No último grande sorteio, em que o prémio tinha mesmo de ser entregue - mesmo que dividido - um casal inglês ganhou a totalidade e foi logo parar aos jornais e à televisão, contando como foi e como deixou de ser. Eu fiquei incrédula com tamanha estupidez - mas esta gente não tem mesmo noção, pois não?

Acho que só mesmo quem tem grandes quantidades de dinheiro pode experienciar isto - e eu não me incluo neste grupo, para o bem e para o mal - mas consigo visualizar como é ser multimilionário. É seguranças para os filhos, pois de um momento para o outro podem ser raptados à custa de um resgate milionário, é cheffeurs para os levar à escola, é comprar uma casa nova sabe-se lá onde e cercada por sabe-se lá o quê, contra tudo e contra todos, é passar a duvidar dos amigos, que muito provavelmente deixarão de ser amigos, é passar a duvidar dos que poderão ser amigos, pois querem é ser é amigos da onça. É duvidar, é ter medo, é ter de ser extremamente cauteloso, é ter de saber gerir para não cair na sarjeta (é pesquisar e ver os estudos da quantidade de pessoas que ganharam estes prémios e acabaram na miséria). É, no fundo, uma vida cheia de complicações mas com um enorme poder de compra - que, até este, acaba por ser efémero. Aquele casal expôs-se e, basicamente, atirou-se aos cães - coisa que, curiosamente, cá em Portugal não é muito comum; regra geral, pelo que me apercebo, mantemo-nos de bico calado. Espertinhos, nós!

Eu joguei, mas se pudesse ganhava só um milhão ou dois (e já era muito!). Tenho a certeza que com um prémio daqueles deixaria de ser quem sou, para ser alguém com demasiadas preocupações.

24
Ago12

O hábito da leitura

Ultimamente ando chateada comigo mesma pois tenho lido muito pouco. Acho que são fases - às vezes leio imenso, outras vezes paro - mas culpo "Os Maias" por tudo isto. Desde que lhes peguei, perdi a vontade de ler. Acho que a leitura é um hábito que se ganha, e quando se perde é como todos os hábitos - difícil de voltar!

Ando a puxar-me a mim mesma para pegar em livros, e sei que mal chegue um que me pegue mesmo mesmo muito tudo isto vai passar e eu volto a ser a leitora que fui em tempos. Adoro ler e adoro a sensação de saber que gosto de ler - sinto-me culta, alguém que tem "fome" de se cultivar a si mesma.

Nesta semaninha de férias que me espreita, vou ver se acabo o livro que estou a ler - A Gárgula, que estou a gostar bastante - e se começo a ganhar ritmo de novo. Tenho demasiados livros bons na prateleira para os deixar à espera.

23
Ago12

Férias

Este ano, pela primeira vez na minha vida, ponderei não ir ao sul passar umas férias. De alguma forma, em todos os outros anos, com ou sem os meus pais, acabei por ir lá parar - sempre para a mesma zona, sempre para a mesma praia. E nunca me queixei, porque adoro aquilo. Há coisas singulares de cada terra, e o cheiro do Algarve e as praias de lá, para além de me dizerem muito, são inigualáveis.

Ando na minha típica seca de verão, a não fazer nada, a não querer fazer nada, a não ter forças para não fazer nada. Uma moleza tão característica e que eu odeio, mas na qual acabo sempre por me afundar. Este verão tinha uma série de ideias e projectos, que apesar de continuarem de pé, avançam à velocidade de um caracol - o que me está a pôr com os nervos em franja! E, por tudo isto, achei que se ficasse por cá talvez não fizesse mal, mas acabei por me aperceber que sair destes meus ares e estar uma semaninha com outras pessoas para além da família e ver outros ares para além da minha casa e a piscina, talvez tivesse um efeito positivo em mim.

Por outro lado, deu-me uma vontade gigante de ir andar de gaivota (aqueles barquinhos a pedais, com um escorrega incorporado). E isso rematou a minha decisão. Amanhã rumo a sul, numa viagem de 7 horas de comboio em que vou acabar por trepar paredes de tanto tédio.

22
Ago12

Do cabelo curto

Uma das coisas que tenho reparado é que os homens acham mais atraentes mulheres de cabelo longo. Quando cortei o cabelo (acima dos ombros, quando o tinha até meio das costas) nunca tive a oportunidade de saber muito bem as opiniões de cada um, porque o espanto ocupava esse lugar. As mulheres tendem a expressar-se mais do que os homens, e as minhas colegas e professoras rapidamente se pronunciaram nesse sentido; os rapazes nem tanto, pois também não têm o mesmo à-vontade para comigo.

Acho que as mulheres, geralmente, gostam de cabelos curtos porque gostavam de um dia experimentar um corte radical - pelo menos cá em Portugal, é regra geral as senhoras usarem cabelos longos, mas há sempre um bichinho que nos consome para sabermos como é que ficamos com o cabelo mais curto. Ou seja, gostavam de fazer um corte radical, mas acanham-se porque têm medo do resultado final.

Já os homens, que têm - normalmente - o cabelo mais curto, parecem gostar mais de longas cabeleiras. Não sei bem porquê, mas ao longo dos tempos fui notando - salvo uma grande excepção, que é o meu pai, e me adora ver com o cabelo curto. Quando perguntava a algum rapaz mais próximo o que achava, diziam que ficava bem, mas deixavam em aberto um "mas ficavas melhor com ele grande".

Neste momento, tenho o cabelo pelo ombro e estou apaixonada - mas isto dos cabelos é algo efémero. Ele cresce, ganha outras formas e rapidamente deixará de estar assim perfeitinho. Mas não o tenciono cortar durante as férias - durante este período o cabelo é maltratado pelo cloro, água de mar e coisas que tais, pelo que seria uma perda desnecessária de cabelo. Mas não nego que o corte de novo, curtinho (sei lá, estilo anos 20, por exemplo). Foi das melhores coisas que fiz e das melhores sensações que presenciei, quando me olhei ao espelho. Acredito que haja muitos homens que achem menos atraente, menos sexy, menos tudo (ainda há uns dias estive com um primo que me disse que se a namorada cortasse o cabelo como eu cortei, assim de um dia para o outro, acabava com ela - what?), mas não é por causa disso que vou deixar de fazer o que quero ou fazer mudanças no meu visual. Quem gosta, gosta - quem não gosta, também não morre por isso.

21
Ago12

Fatos-de-banho

Kristen Stewart photographed by Norman Jean Roy

 Devo confessar que quando vi o meu fato-de-banho pela primeira vez me questionei se seria ousada o suficiente para o usar em público. O decote, ao vivo, assustou-me seriamente.

 Como todas as mulheres (e homens) gosto de me sentir bem com o meu corpo e ultimamente não estava a achar piada ao que via no espelho, aquando vestida com um bikini. Não estou gorda mas também não estou magra - estou bem, e se pudesse manter-me-ia assim por tempos infinitos. Mas as minhas formas não favorecem o uso do bikini - tenho a anca larga e o bikini quer-se minimamente apertado, para num salto da piscina não me descer pelas pernas abaixo, o que me criava uma "lomba" desnecessária.

Após pensar um bocadinho, mandei vir o fato-de-banho e não podia ter corrido melhor. Apaixonei-me e gosto tanto, tanto, tanto de me ver com ele que nem sequer me apetece tira-lo. É lindo e bem mais ousado do que qualquer bikini - e hoje em dia, por já estar morena, poucas ou nenhumas marcas me causa.

Devo dizer, sinceramente, que nunca me senti mais bonita/sexy/ousada em qualquer peça de swimwear do que com este fato-de-banho. E foi só por causa disso que tornei a fazer figas e mandei vir outro. Agora é esperar para ver.

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking