Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entre Parêntesis

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

26
Mai12

Os casacos dos outros

Há coisa de uma semana foi enganada pelo tempo e levei roupa demasiado fresca, sem casaco. Cheguei ao meio tempo da manhã a bater o dente, pelo que pedi a um colega meu o seu casaco (ele é pequenito e o casaco ficava-me direitinho - mas notava-se que era de homem). São sempre eles - e não elas - que deixam os casacos meios dependurados nas cadeiras - há algo ali que faz com que não tenham tanto frio como nós.

Chego cá fora e pergunta-me uma colega minha, de sobrolho levantado:

- De quem é esse casaco? - que é como quem diz "arranjaste namorado, andas a exibir-te com o casaco dele e não me disseste nada".

- É do R.! E é porque estou com frio, sim????

Acho que percebeu.

26
Mai12

Just for the record

Foi a noite em que bebi mais em toda a minha vida (o que não foi muito, como é óbvio) e, no meio de quase três dezenas de pessoas, era a mais sóbria (por isso é que me vim embora, com falta de paciência).

Gosto tanto de ter noção dos limites. E de saber que mesmo nunca bebendo álcool, sou minimamente resistente.

24
Mai12

Ain't no big secret

Há coisas que mexem comigo. Dentro e fora: por incrível que pareça, a cor da minha cara muda, os olhos perdem brilho - ganham água - e o negro à volta deles sobressai.

Insultem as palavras, por favor. As palavras cortam e esfaqueiam. E causam graves hemorragias internas. Acabem com elas.

24
Mai12

Gastei toda a sorte que me restava

Ontem fui para o teste de português com apenas metade d"Os Maias" lido. No teste podia sair qualquer coisa, sendo que nós em aula só analisamos alguns episódios até à Corrida de Cavalos.

Em breve teremos também uma apresentação oral em que temos de apresentar um episódio (dos mais significativos) do livro. O que me calhou foi o episódio da Imprensa, com a notícia que foi publicada sobre Carlos na Corneta do Diabo - sendo que esta parte é bem mais à frente do sítio até onde consegui ler, pelo que tive de passar mais de uma centena de páginas à frente para preparar o dito cujo.

Vou eu para o teste, de rabinho entre as pernas, sabendo que tinha apenas 50% de probabilidades de sair um episódio que conhecesse. Chego lá e... é o episódio da imprensa.

Era ver-me aos pulinhos na cadeira, a irradiar felicidade por todos os lados. Talvez o meu 19 não esteja assim tão fora de questão. Ufffffffffa.

24
Mai12

O puxo cabeludo

Desde que corte o cabelo (e não gostei), adoptei uma nova táctica: um puxo cabeludo.

Foi a minha mãe que o comprou, supostamente para ela, mas eu roubei-lho à descarada. É um pouco mais claro que o meu cabelo, mas só de certos ângulos é que se nota que aquilo não é mesmo meu.

Ponho o puxo e dois ganchinhos na parte de baixo, para prender os cabelos que são demasiado pequenos para serem alcançados pelo rabo de cavalo. E fica o máximo. Prova disso é a cobiça de todas as minhas colegas e os elogios que têm sido feitos ao meu cabelinho.

Problema resolvido (mas verdade seja dita que o meu cabelo cresce à velocidade da luz e já ando com ele solto e esticado de novo).

 

23
Mai12

Há que poupar

Hoje chegamos à escola, todos meio ensonados, mais do que preparados para a aula de educação-física. Esperamos, esperamos... E entretanto soubemos que o professor não tinha vindo no dia anterior. E esperamos mais um bocadinho.

Estava visto que o professor ia fazer gazeta. E como tal, surgiu um problema: praticamente ninguém tinha tomado banho (e algumas das raparigas não tinham lavado o cabelo), a contar que tomássemos depois da aula. E, minutos depois, surgiu a solução: pedir as chaves do balneário e rumar aos chuveiros, mesmo não tendo aula!

Rapazes para um lado, raparigas para o outro e foi uma festa. Tínhamos hora e meia para tomar banho (sendo que em dias normais temos 10 minutos), mas passado meia hora estavamos cá fora à conversa e a jogar à sueca. O mesmo não se pode dizer dos rapazes, que chegaram vinte minutos antes do toque. E ainda falam de nós.

A continuar assim poupamos bastante nas contas da água cá de casa (parecendo que não...).

 

Thatssotrue.com_41_1329512061_large

Pesquisar

Mais sobre mim

foto do autor

Redes Sociais

Deixem like no facebook:


E sigam o instagram em @carolinagongui

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2019 Reading Challenge

2019 Reading Challenge
Carolina has read 1 book toward her goal of 12 books.
hide

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Ranking