Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

23
Fev16

Tempo de voltar ao ginásio

Carolina

Já lá vão três meses sem ginásio e eu sinto mesmo o impacto que esta paragem teve em mim, tanto a nível físico como mental. Para além do fator psicológico (acho que estou gordíssima), sinto que partes que antes estavam mais firmes já perderam a sua rigidez - e isso é indiscutível. Por outro lado, faz-me falta um sitio onde possa descarregar as energias negativas e onde possa libertar a cabeça dos problemas do dia-a-dia.

Andei a investigar ginásios, a ver hipóteses e horários e acabei por - finalmente! - me decidir. Quis esperar para saber o sítio onde ia estagiar, pois não fazia sentido ir para muito longe do local onde estivesse a trabalhar, uma vez que vou ao ginásio sempre ao fim da tarde e não há que perder grande tempo em deslocações. Agora é ganhar coragem e motivação e atirar-me de cabeça.

Confesso que a minha intenção, para além das aulas de zumba e pilates (que já fazia no antigo ginásio), era começar a ir para as máquinas. É algo que sempre evitei, que nunca quis sequer experimentar, mas não me resta grande hipótese tendo em conta os objetivos que tenho. Queria tonificar barriga, pernas e braços (e aquele "músculo do adeus", que sempre que aceno a alguém até tenho vergonha!), mas sei que arrastar-me para as máquinas, nem que seja duas vezes por semana, vai ser um suplício. Primeiro porque não gosto daquele ambiente, segundo porque não sei como é que nada funciona e nunca mexi em nenhuma máquina na vida, terceiro porque detesto pedir ajuda, quarta porque me sinto sempre ridícula a fazer qualquer exercício e acho sempre que meio mundo me está a observar mesmo que esteja a olhar para o lado oposto. Ter um gym buddy ajudaria muito, mas está quase fora de questão - não consigo arrastar ninguém para a tortura comigo.

Enfim, vamos indo e vamos vendo. Também ainda não conheço o ginásio em questão e pode ser que me surpreenda, que tenha um ambiente hiper espetacular e que todo este processo seja bastante mais fácil do que o previsto. A intenção, pelo menos, é boa. Mas como diz o povo, de boas intenções está o inferno cheio. 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Ranking