Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

01
Mai17

Um ovinho da Páscoa por dia, nem sabes o bem que te fazia

Carolina

Apesar de me auto-intitular uma lontra, não sou pessoa de comer muito nem tenho daquelas pancas ao estilo "devorar uma barra de chocolate por dia". Há coisas de que gosto muito, mas no geral sou muito esquisita e não há nada que me faça mais feliz do que a comidinha da mamã, pois só ela é que sabe aquilo que gosto. Nunca escondi aqui a minha predileção por doces - e, acima de tudo, por os fazer - mas hoje em dia estou mais numa de "petiscar", porque enjoo rapidamente tudo o que são doces. Como mais do que devia e gostaria, é verdade, mas reduzi bastante e agora preciso é de saciar as vontades de açúcar que às vezes me dão.

E, nos último tempos, a solução tem sido sempre a mesma: uns ovos/amêndoas de chocolate da Chocolataria Equador, que são um pedaço de paraíso na terra. A minha irmã, por ocasião da Páscoa, ofereceu-me um patinho de porcelana (ao estilo Bordalo Pinheiro) dessa chocolataria, que trazia meia-dúzia destes ovos - de chocolate preto, de leite e branco. Eu estou longe de ser louca por chocolate, passo anos sem tocar numa única tablete, mas naquela altura apeteceu-me experimentar a prenda dela e... bom, não é preciso tecer grandes comentários. No fundo, são amêndoas inteiras envoltas em chocolate (em forma de ovo) - mas este é mesmo muito bom, ou não viesse de umas das melhores chocolatarias da cidade. Infelizmente eu não gosto de chocolate preto, por isso só comi os ovinhos de chocolate de leite e branco e, ao contrário do normal, apeteceu-me mais.

Por mero acaso, passado uns dias, passei na Rua das Flores e decidi parar na loja que eles lá têm em busca de mais ovinhos. Fiquei de coração partido, pois só tinham naqueles saquinhos de seis, dentro dos patos de porcelana e eu queria a granel (quer dizer, eu gosto de patos, mas não ao ponto de ficar com a casa cheia deles...). Dois dias depois, quando fui à padaria do El Corte Inglés, dei de caras com um corner da Equador e, guess what... havia uns frascos enormes com os ovos! Vi-me obrigada a parar, comprar e desembolsar, porque não é todos os dias que se descobrem chocolates que se gostem tanto.

Eu nem sequer costumo gostar muito da mistura de chocolate com amêndoa, mas sinto que aqui as coisas estão num estado muito mais puro e por isso sabem muito melhor (ao contrário daquelas de saco, vendidas massivamente na Páscoa). Ao contrário do que se possa pensar, isto não aumenta a minha lontrisse-aguda - acho que até ajuda a evita-la. Sempre que me dá a fome de algo doce, como um ovinho (e são pequenos) e fico consolada para o resto do dia - e como enjoo sempre que exagero, não caio na tentação de comer mais do que um, por isso isto até pode ser considerado terapêutico (ahahah).

Como sou amiga e gosto de ver toda a gente feliz, deixo aqui a sugestão. Não sei se ainda encontram estes ovinhos este ano, uma vez que se deve tratar de um especial Páscoa, mas vale a pena tentar. Ou então façam uma nota mental para não se esquecerem, na próxima semana santa, de dar um salto às lojas Equador. Isso ou façam uma petição do género "A Páscoa é quando um homem quiser e exigimos ovinhos durante o ano inteiro". Se assim for, contem comigo. Eu assino.

 

DSC_0082.JPG

20
Abr14

Benditas amêndoas!

Carolina

Nestas últimas semanas mandei dois quilinhos à vida. Como perguntam vocês? Bem, a fazer dieta não foi de certeza. Verdade que não tenho abusado (vamos esquecer uns pães com manteiga que às vezes devoro ao lanche, sim?), mas também não ando aí na linha. Curiosamente, para além do exercício físico (que, se tudo correr bem, vou redobrar!), acho que foram as amêndoas de Páscoa as culpadas por este meu emagrecimento.

Lamento desiludir-vos mas ainda não foi desta que descobri uma guloseima que emagrecesse. A questão é que em vez de comer um gelado, um belo pão com manteiga ou fazer um crepes com geleia, como duas amêndoas de chocolate e fico saciada. No fundo, aqueles docinhos acabam por ter muito mais chocolate que açúcar (falo daquelas que são coloridas e que só têm mesmo chocolate por dentro, o nome "amêndoa" é só mesmo pela forma) e, como tal, engordam muito menos do que aquilo que eu comeria se não as tivesse aqui por casa.

Eu, que nunca fui uma entusiasta desta altura do ano, estou fã e feliz da minha vida. O mesmo não se pode dizer da minha mãe, que é quem  paga as amêndoas todas que por aqui por casa comemos. Sorry... é por um bem maior!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Ranking