Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

24
Out16

"Destralhadora" ao serviço

Carolina

Hoje a primeira coisa que fiz no trabalho foi destralhar. O projeto que arrancamos foi tão repentino e havia tanta, tanta coisa a fazer numa primeira fase que não havia tempo para nos preocuparmos com pormenores; sentamo-nos todos numa secretária e tudo o que precisávamos era de comida, bebida e abastecimento de eletricidade. Só agora é que as coisas estão a começar a acalmar e hoje foi a primeira fase de um mini extreme makeover lá no escritório. 

Quando lá cheguei tinha uma série de coisas para ver e para decidir se eram para o lixo ou qual o destino que se davam àquelas prendas ali deixadas pelos anteriores "habitantes" lá do sítio. No meio daquilo tudo e da minha satisfação em atirar, literalmente, as coisas para o balde do lixo, disse: "adoro deitar coisas fora!". E deu-me um clique, que até aqui ainda não tinha dado: há anos que ando a destralhar a biblioteca, o meu armário e o meu quarto de uma forma geral, mas nunca tinha percebido que adoro a sensação de despachar coisas. Já aqui tinha falado que diminui para metade a minha roupa, em vários acessos de loucura que vou tendo, mas a "limpeza" tem-se estendido a várias áreas - ainda este fim-de-semana tornei a encher o meu balde do lixo de catálogos e tralhas e só eu sei o prazer que me dá chegar ao fim do dia com o dito balde a abarrotar pelas costuras.

No fundo já sabia há muito tempo, mas hoje racionalizei tudo isto: destralhar é do mais relaxante que há (tenho de me lembrar disto quando achar que a comida é a solução para todos os problemas e stresses) e, juro-vos por tudo, que comecei o meu dia muito mais animada depois de andar a atirar coisas para o saco do lixo. Posto isto, resta-me mostrar a minha total disponibilidade caso o TLC precise daqueles destralhadores profissionais para limpar e deitar literalmente toneladas de coisas para o lixo em casas alheias. O meu email está ali ao lado e eu prometo ser implacável, ok?

 

 

 

27
Mai14

Limpeza geral

Carolina

Com os exames a aproximarem-se a olhos vistos, tive de tomar medidas em relação a esta minha secretária. Não conhecem o meu espaço de trabalho, mas muito do que faço na minha vida acontece aqui neste quarto. Eu leio, escrevo, estudo, sublinho, grito, canto, danço, vejo TV, estou no computador, durmo, faço o tratamento ao pé, tiro fotografias e tantas outras coisas aqui neste meu "habitat natural", como lhe costumo chamar. Apesar de ser um quarto bastante grande, calhou-me na rifa uma secretária relativamente pequena e com pouca organização, pelo que depois de um mês de faculdade em modo intensivo, esta resumia-se a papéis em cima de papéis que, por sua vez, também estavam em cima de papéis.

Eu uso muito folhas de rascunho para escrevinhar coisas, fazer esboços de notícias, gráficos e outras coisas que preciso para trabalhos, por isso há muitos "pedaços" de papel espalhados por todo o lado. Depois há os artigos que temos de ler para os trabalhos, que se vão acumulando mas que nunca se deitam fora porque podem dar jeito. E no fim resulta uma pilha.

Fiz uma limpeza geral, deitei algumas coisas fora, arrumei outras tantas (tenho de as arquivar... em conjunto com as do semestre passado que ainda não arquivei, cof cof). E, finalmente, tenho uma secretária decente para receber mais tralhas, mais papel, mais livros muito desinteressantes e que não interessam a ninguém mas que tem de se passar os olhos. Está tudo a postos para isto acabar bem rapidinho e as minhas férias chegarem em bom. Ready, set, go!

09
Mai13

As máquinas de cozinha não são assim tão fantásticas

Carolina

Eu posso ser a pessoa mais desarrumada do mundo (que não sou), até posso nem ser muito organizada (mas só em algumas coisas) e ter algum pó na secretária, mas se há coisa que eu não tolero é sujidade na cozinha. Faz-me uma impressão tremenda entrar em cozinhas sujas, que dão a ideia de que nada é asseado.

Sempre que cozinho, lavo e arrumo tudo o que sujo. Passo o esfregão cinquenta mil vezes, seco tudo com o máximo cuidado e inspeciono sempre para ver se não ficam restos de água, que não gosto nada quando vejo que a louça ficou mal seca, começando logo a pensar que a água já está meia-choca ali no sítio onde vou comer ou cozinhar. E é por isto que odeio (ODEIO) aparelhos de cozinha - fazem trinta por uma linha, são fantásticos e práticos e essas coisas todas, mas e limpa-los? Têm sempre cantos intocáveis, dentes não-limpáveis, coisas que nem sequer se podem meter na máquina. Aquilo, depois de meia dúzia de utilizações, fica uma nojeira tal que eu sou capaz de passar meia hora a lavar a máquina ao pormenor (sou um bocado passada, eu sei). Todas as vantagens dos aparelhos caem pelo cano quando me apercebo que é uma autêntica saga deixar aquilo limpo - não há paciência para tanto.

30
Abr12

Limpezas virtuais

Carolina

Este fim-de-semana dediquei-me à limpeza dos espaços virtuais. Desde emails a pastas de computador.

No meu email pessoal, tinha 700 mensagens na caixa de entrada. Deitando metade ao lixo e arquivando os restantes (eu sou muito organizadinha), acabei com 10. No email do TP, não chegavam aos 200, mas também se transformaram em 10.

Já arrumar as pastas é que foi mais complicado. Então fotografias e afins é uma autêntica dor de cabeça. Para saber sempre onde está tudo e me facilitar a vida quando tenho de fazer montagens para rubricas e afins, só na secção de fotos twilight, tenho cerca de 160 pastas. E, preguiçosa como sou, deixei amontoar centenas de fotos, acabando depois por me esquecer do sítio onde realmente pertenciam.

Por fim, acabei por digitalizar postais, "arruma-los” no devido sítio e por limpar também o ambiente de trabalho, que é o primeiro sítio onde me lembro de guardar coisas que sei que vou precisar de usar em breve; pensamentos tipo “oh, para quê que vou estar a arquivar isto se daqui a 5 minutos vou precisar da foto para a montagem?”. E depois ficam lá eternidades.

O giro disto é que eu penso sempre: “Carolina, a partir de agora, vais eliminar sempre os emails que saibas que não vais querer ou precisar, e arrumar as fotos antes que se amontoem e apaga-las do ambiente de trabalho antes que a imagem de fundo deixe de se conseguir ver.” E, como é óbvio, tal acaba por nunca acontecer.

10
Ago11

Adeus tapete!

Carolina

Pousei o aspirador ao lado da carpete e vim mudar a música que tinha no computador. Estava vestida normalmente, sandálias, colar e tudo o que costumo usar quando saio de casa - pensava que a sessão de limpeza ia ser rápida. Quando volto para pegar no aspirador, qual não é o meu espanto quando vejo uma senhora aranha (era mesmo senhora, gordinha - daquelas boas...) a entrar pelo tapete a dentro.

Bem que tentei ligar o aspirador e fazer com que este a "sugasse", mas perdi a idiota de vista. Ela meteu-se naquele mar que é a porcaria do tapete - castanho, muito bonito, gigante e pesadíssimo, e acima de tudo, felpudo. Ou seja, a limpeza daquilo é quase nula. É uma fonte de pó, de bichos, ácaros e coisa que tais. E não me apetecia estar na eminência de uma aranha me subir pelas perninhas acima enquanto estava no computador. Pois que disse "é hoje".

Troquei de roupa, pus algo confortável, chinelos e pus-me ao trabalho. Levantei o colchão da minha cama - que por sinal é mais pesado que sei lá o quê - e depois fui puxando a carpete (que, entenda-se, estava debaixo do suporte da cama, que é um pouco estranho e dificulta (muito) as coisas). Passado dez minutos, lá consegui. Já mal respirava, já me doíam os braços, mas consegui. E depois foi arrastar a porcaria do tapete - com pelo menos 20kgs - até lá fora. Sozinha.

Ao menos livrei o meu quarto do que era um jardim zoológico em forma de carpete. Estou satisfeita.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

o