Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

07
Jan14

Um dia bom é

Carolina

Estar com todos os meus irmãos - coisa rara - e sobrinhos, mas também ter tempo para estar com os amigos; ainda assim, dar um avanço nos trabalhos que tenho por entregar; e comer uma francesinha; e, para acabar em beleza, receber um 16 (WEEEEE) por aquele trabalho que nunca quis fazer mas que, à última da hora, trabalhei que me desunhei para conseguir acabar- e bem! Foi um dia feliz, e amanhã o plano de festas continua. Espero que em bom, a condizer com o dia de hoje. 

02
Dez13

É hoje

Carolina

Faltam basicamente quinze horas para eu acabar o trabalho que me tem vindo a chatear todo o semestre e sobre o qual tenho vindo a trabalhar toda a semana (em particular ontem, razão pela qual nem sequer tive tempo de cá pôr um pézinho).

Foi o trabalho que mais dores de cabeças me deu, que mais me irritou, que menos me vai servir para alguma coisa, que mais quis desistir, que quis ir a exame mas não me aconselharam pois sabem que quem vai a exame provavelmente fica pelo caminho (porque apesar de ser uma via legítima os professores não gostam que os meninos não façam os trabalhos e, ups!, chumbam a exame). Andei consumida por dentro durante mais de dois meses, mas isto vai hoje acabar, no momento em que vir que o estado da porcaria do trabalho é "entregue". Independentemente de ter ou não que faltar à única aula que tenho hoje para o acabar ou se ele for mais incompleto que completo: não quero saber. Hoje, depois de entregar o que quer que tenha pronto, vou dormir melhor do que nos últimos dois meses. O elefante que está na sala (e, aparentemente, em cima de mim, que o peso que sinto nos ombros é gigante) está prestes a falecer. Ainda bem que chegou o dia.

21
Dez12

Há datas que ficam

Carolina

E nós, mulheres, lembramo-nos delas todas (deve estar nos genes, só pode). É os aniversários, é a data dos inícios de namoro (do primeiro, do segundo, do terceiro.....), é a data em que os conhecemos (aos namorados), é a data dos fins de namoro, é a data do casamento, é a data dos nascimentos dos filhos, enfim... São as que doem, as que nos continuam a sorrir, as que deixamos abandonadas para nosso próprio bem. As que ficam. Apesar de não passarem disso mesmo: datas.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

o