Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

09
Jun16

Níveis de inveja preocupantes

Carolina

Vou dizer isto de forma direta e virtualmente gritante:

 

EU JÁ NÃO AGUENTO VER MAIS POSTS SOBRE A FEIRA DO LIVRO EM LISBOA!

 

A sério. Para uma book lover que resida fora da capital, ver todos os dias um post sobre a feira é quase como arrancar uma unha lentamente. Ou seja: é doloroso. São livros novos, promoções, sessões de leitura, sessões de autógrafos e, claro, milhões de livros no mesmo sítio. E, segundo dizem, até comida boa têm direito!

E vocês dizem: "mas porquê tudo isto se vocês aí no Porto também têm uma feira do livro?". Amigos, mordam essa língua: a nossa feira do livro, desde que a APEL entrou em rotura com a Câmara do Porto (se não estou enganada), nunca mais foi a mesma - e não chega nem ao dedo mindinho dos alfacinhas. Porque, acreditem, é fraca. Não se trata de um conjunto de editoras encontrar-se no mesmo espaço, mas sim de livreiros e alfarrabistas - o que, no fundo, faz daquilo uma fnac ao ar livre e com uma programação um bocadinho diferente do habitual. Ainda assim, as promoções são muito poucas e as presenças de autores ainda menores. É triste, tendo em conta que ainda há poucos anos tínhamos uma feira do livro a sério a decorrer nos Aliados, que era só um do meus eventos favoritos do ano.

Para além da qualidade da feira ter diminuído a olhos vistos, também acho o "novo" local bem pior: pessoalmente, e apesar de achar o Palácio de Cristal muito bonito, prefiro muito os Aliados. Parece mais uma feira a sério, maior, mais ampla, mais urbana. 

Tenho saudades da feira antiga e, por conseguinte, muita inveja de quem tem uma feira de jeito para visitar. Tudo o que me apetece é meter-me num comboio para Lisboa e reclamar o meu direito de também ser uma bookworm como deve ser e me ver no paraíso dos livros. (Mas, como não o vou fazer, aproveitem por mim - mas, por favor, parem de nos mostrar aquilo que nós perdemos em posts de nos fazer roer de inveja).

06
Ago14

Uma escapadela: Feira Medieval de Santa Maria da Feira

Carolina

Estas últimas semanas não têm sido fáceis no que diz respeito a arranjar um bocadinho de paz e sossego para mim. Não é só ter gente em casa: é ter sempre miúdos em casa. Por muito que goste dos meus sobrinhos, a verdade é que eu não tenho (e nunca tive) queda para crianças, e que a minha paciência é reduzida. São gritos, correrias, não fazem nada do que se lhes manda... enfim, coisas típicas de criança, mas eu fico logo a espumar. Preciso de férias - coisa que ainda não tive e, nos próximos tempos, não vou ter. São festas, gente, jantares e churrascadas, mais crianças!, um entra e sai constante. Nem ler, nem escrever, nem... enfim, até dormir tem sido mau (os pesadelos voltaram em força).

Mas tenho conseguido dar umas escapadelas (mesmo que seja com crianças atreladas). Estes últimos dois dias fui à feira medieval, uma vez com a minha mãe e os meus sobrinhos, outra com amigos. Comi lá o melhor pão com chouriço de sempre, comprei uma coroa de flores e andei que me fartei: foi a primeira vez que subi ao castelo de Santa Maria da Feira. É, de todas as feiras medievais a que já fui, a maior de todas: tão grande que acho que uma pessoa até se dispersa lá pelo meio. Mas tem montes de coisas giras para ver (e comprar!), desde espectáculos até às personagens que estão espalhadas pela feira. Vi um espectáculo com os meus sobrinhos, com um "palhaço" que punha as pessoas a interpretar um teatro, onde me ri tanto que já nem sequer conseguia conter as lágrimas. Já na noite de ontem vimos uma encenação (a tomada de Elvas) que também foi muito bem conseguida, com cavalos, fogos, mechas a serem atiradas de um lado para o outro. Foi giro. A revisitar - quem não foi e que é da zona do norte, que aproveite: está lá até dia 10 de Agosto.

 

 

04
Set13

Madrugar amanhã

Carolina

 

Sigo viagem bem cedinho para um dia na capital com o meu irmão e o meu pai. Sair ao inicio e voltar ao cair do dia. Amanhã começa também a feira medieval aqui ao lado - verdade seja dita que um pãozinho com chouriço cair-me-ia optimamente como jantar, mas tudo vai depender da energia com que chegar a casa. Ainda assim, é sempre bom pensar que tenho quatro dias de engorda pela frente.

10
Set12

Das coisas que aprendi na feira medieval

Carolina

Não esperar que as coisas esperem por mim.

 

Acontece que no primeiro dia que pus lá os pés, vi uma mochila para lá de linda. Azul e rosa e... perfeita. Eu, que ponho o rosa em último lugar na minha lista de preferências de cores, adorei aquela mala. Perguntei ao senhor quanto custava e ele disse-me: 25 euros.

Eu, que sempre fui e hei-de morrer forreta, achei demasiado cara. E como a esperança ainda vive em mim e não tenho jeito nenhum para negociar, pensei "amanhã ela ainda cá está, e assim trago a minha mãe, que tem jeito para estas coisas".

No dia seguinte, mesmo sem mãe, passei por lá. Tanto essa como outra mochila linda que lá estava, haviam desaparecido. Nem sequer pus em questão o rapaz tê-las guardado (porque raio é que ele havia de guardar as mochilas mais bonitas que lá tinha?!), sendo que o espaço que elas ocupavam estava escandalosamente vazio.

Vim-me embroa desolada, sem carteira, e arrependida até à ponta dos cabelos. Acabei por, no terceiro dia, trazer uma outra mochila - pelo mesmo preço, raios me partam! - mas que não me enche o coração. É gira (e muito parecida com a carteira que comprei no ano passado, na mesma feira), também cheira a camelo que se farta, mas não é a tal. É para aprender a não ser forreta quando não devia.

23
Mar12

Feira

Carolina

Na segunda-feira realizou-se aqui perto a feira anual de S.José. Como, semanalmente, a feira se realiza a uma sexta e eu tenho aulas, quis aproveitar para ir dar uma vista de olhos e matar saudades.

Lá comprei uma camisola nos ciganos (muito gira, que usei na ida a Lisboa), mas a escolha não era muita. A feira estava fraquinha, fraquinha, e pelos vistos tem vindo a enfraquecer de ano para ano - segundo o que a minha mãe diz, a própria feira semanal está a perder impacto.

Eu tenho pena. A fruta é bem melhor do que a dos super-mercados e os enchidos também são bem bons. E, enfim, os ciganos lá vão tendo coisas giras (principalmente no verão, com aqueles vestidinhos e tal). Quero ver se agora, com o meu horário mais folgado, consigo ir lá mais vezes. Porque não há anda como ouvir "oh freguesa, são cinco aeurius" de vez em quando.

09
Set11

Feira medieval

Carolina

Pois bem, fui à feira medieval aqui ao lado de minha casa. É pequenina, mas tem a sua piada. Comi um pão com chouriço que me soube pela vida. E comprei um colar e uma mala (arg, não resisti).

Eu vou-vos explicar: estava mesmo a passar a recta final da feira quando olhei para uma barraca de um marroquino e vi uma série de malas lindas, lindas, lindas que só elas. E eu apaixonei-me por uma. Não consegui evitar: a pequena chamava por mim, gritava e pedia para que a comprasse. Lá teve que ser. Só tem um pequeno (grande, ENORME) inconveniete... é que a parte de pele cheira a cavalo que tresanda. Tipo... literalmente. Mas nós havemos de resolver esse assunto, não é fofinha?

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Ranking