Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

27
Abr13

Por falar em concertos

Carolina

Estamos em crise, certo? A sério, preciso que me relembrem, porque depois do que vi ontem, não me acredito muito.

Enquanto via os bilhetes que havia de comprar para ambos os concertos - e talvez seja bom lembrar que o dos Deolinda tinha bilhetes dos 23 aos 30 euros e o Jamie Cullum dos 30 aos 60 euros -, apercebi-me que estavam quase esgotados. Mas a parte mais interessante está para vir: os mais caros eram os mais vendidos!

O acesso à cultura é tudo menos barato, e embora saiba que há muitas pessoas que pensam o contrário, na minha lista de prioridades, é das primeiras coisas a cortar quando o dinheiro começa a faltar. Não faz sentido eu querer comer algo melhor e abdicar disso para ir ver um concerto ou ir ao cinema (algo que eu fazia com muita frequência e que, infelizmente, cortei quase radicalmente) - embora tenha a plena noção de que é essencial e que nos enriquece, é a menor das minhas preocupações e são os primeiros cortes que farei se um dia precisar.

E, como tal, não acho que faça sentido nenhum os telejornais não falarem de outra coisa para além da "crise" e depois nós, portugueses pobres e sem dinheiro, o gastarmos em momentos efémeros como ir a um concerto. Assim como não percebo o facto de termos imensos (IMENSOS) carros topo de gama, enquanto que em países mais ricos não se vê nem metade. Lamento, mas não me cabe na cabeça. Porque embora sinta a crise mesmo ao meu lado - na família, nos amigos e mesmo cá em casa, felizmente não de forma tão "feroz" - acabo por perceber que esta não pode ser tão severa assim. Os portugueses têm as prioridades demasiado trocadas mas, quando começar a apertar a sério, suponho que estas irão ao sítio - e como ainda não foram, é porque a coisa não está assim tão má. Ou então está mesmo e nós continuamos a ser os mesmos casmurros, orgulhosos e a viver acima das nossas capacidades como o costume, à semelhança do que temos vindo a fazer ao longo dos anos.

13
Out12

A vantagem da crise

Carolina

A crise tem imensas coisas más (imensas mesmo e cada vez se notam mais, o que é aflitivo) mas também trouxe coisas boas (e não se ponham já aí a praguejar, porque é verdade): as pessoas aterraram, puseram os pés no chão, ganharam consciência. Eu incluída.

Aprenderam a poupar em despesas da casa, a gastar menos luz, a comprar produtos de marca branca que são iguais aos que têm uma marca estampada, a ir comprar produtos à feira, muitas vezes com uma qualidade bem superior à dos supermercados.

Agora, com mais tempo livre, passo a minha vida a ver páginas no facebook de lojinhas virtuais, com produtos usados ou exclusivos - e fui parar a uma devido a uma t-shirt que a Pipoca usava, a qual acho piada, mas que é bastante simples. A loja é a Blanc De Blanc, que tem umas coisinhas giras e que eu, aqui há uns quatro anos, talvez comprasse. Hoje, olho para qualquer uma destas t-shirts e penso: mas alguém acha que eu vou dar 26 euros por uma t-shirt normal, com um estampado simples como aquele? Não dou. No pior dos casos, faço eu uma igual.

Dou mais valor aquilo que compro, penso mais trinta vezes do que aquilo que pensava e, curiosamente, comprando mais do que comprava, gasto menos - e, acima de tudo, nasce muitas vezes em mim a vontade de fazer eu mesma, visto sentir-me roubada por coisas que com facilidade podia fazer. E isso é bom - saímos, finalmente, daquele tempo em que gastávamos dinheiro ao desbarato e ficávamos com dívidas até ao pescoço.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

o