Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

01
Jun15

A descoberta olfativa do ano

Carolina

Já escrevi aqui sobre o facto de, por ter um olfato demasiado apurado, não conseguir usar perfumes. Já deixei de tentar, não vale a pena o esforço. Prefiro não cheirar a nada do que andar com a sensação que vou virar o barco durante o dia inteiro.

Mas - e aqui é que se insere a novidade - há uns dias conheci um produto absolutamente espetacular que promete mudar a minha vida olfativa. Estava numa fila para pagar, na H&M, quando dei de caras com um fraquinho cor-de-rosa, numa daquelas caixinhas em cima do balcão, que costumam estar repletas de cremes, sombras para os olhos e o diabo a quatro. Ao contrário do costume, tinha poucas unidades, e talvez por isso me tenha chamado à atenção.

O fraco dizia "BODY SPLASH - Melon Love". Perguntei à menina o que era (porque não sabia o que era um "body splash") e ela diz-me, esclarecendo-me perfeitamente: "é um body splash". Percebi tudo, portanto. Tentei de novo: "é um perfume?". Diz-me ela: "não, é para espalhar pelo corpo, quando toma banho ou sai da praia". Aceitei a resposta (embora ache que continue a ser um perfume). 

Mas enfim, conceitos à parte, aquilo que importa é que o cheirinho é maravilhoso. Não consigo detetar o toque a melão; a mim cheira-me às chicletes que comprava quando era miúda, no Algarve - o que é ainda mais maravilhoso, porque me remonta a memórias de infância. E a melhor parte é que não é nada intenso - por isso passa despercebido aos olfatos mais desatentos mas, para mim, é mais do que suficiente. Já dá aquele toque que me faltava. Já cheiro a alguma coisa. Ainda por cima, algo que gosto tanto e que me faz respirar "verão" de cada vez que chego o nariz aos pulsos. 

Custa dois euros e foi a melhor compra do mês. Acho que vou comprar meia-dúzia deles só para ter em stock para os próximos anos.

 

tumblr_no6edwitik1uv4rt9o1_500.jpg

 

05
Fev15

Não consigo usar perfume

Carolina

Sou a cheirinhas aqui da casa. Cheira mal numa divisão? Chamam-me para ir cheirar e ver onde está a fonte do problema. Não sabem se uma comida está estragada? Pedem-me para cheirar para ter a certeza. Conhecem um cheiro mas não sabem de onde? Carolina chamada à receção. E é esta a minha vida enquanto cheirinhas de serviço. Acho que é por esta qualidade/defeito que não consigo comer certos alimentos tipo queijos mal cheirosos e certos vegetais - tipo sopa de favas, que terror!!! -, até porque o meu paladar, daquilo que percebo, também é mais apurado do que o da generalidade.

Mas, apesar de tudo, ainda tolero perfumes. Nos outros, entenda-se. Gosto, acima de tudo, de associar um cheiro a alguém - e, felizmente, é quase sempre algo positivo e que gosto de relembrar. Conheço o cheiro da minha mãe, da minha irmã, de algumas das minhas tias e tios, da minha casa e da casa dos outros. E, honestamente, gostava que pudessem dizer o mesmo de mim. Sentirem um cheiro algures e pensarem "hummm, isto cheira à Carolina!".

Mas não, acho que isso não é possível. Porque, por muito que tente, não consigo usar perfumes. Tenho o olfato tão apurado que só o facto de ter uma fonte de cheiro intenso em qualquer parte do meu corpo faz com que me sinta tonta e super enjoada. Dizem que isto passa, que com a idade o olfato "exagerado" de vai desvanecendo, mas até agora... nada. Só o facto de entrar numa perfumaria me dá vontade de virar o barco, o que dificulta particularmente na escolha de um perfume. E embora tenha um par deles aqui em casa, e vá tentando usa-los de vez em quando, a ver se "cola" e o meu nariz mos deixa usar, passado umas horas tenho logo de mandar a roupa para lavar por não aguentar mais um cheiro tão intenso.

Acho que nunca vou conseguir ser tão bem cheirosa como gostava :(

26
Out14

Um cheiro do outro mundo

Carolina

Tenho uma relação muito especial com os cheiros, provavelmente porque os sinto a (quase) todos. Dizem-me muitas vezes, em tom de brincadeira, que fui um perdigueiro noutra vida. Sempre que é preciso detetar um cheiro (calham-me quase sempre na rifa coisas más) sou chamada ao barulho. E se por um lado é bom, por outro é mau, porque há certos sítios que não consigo simplesmente frequentar - perfumarias, algumas lojas, algumas casas, onde o enjoo ou o vómito é quase imediato.

No evento de Zumba, ao contrário do costume, estava a cheirar-me muito bem. Não conseguia perceber de onde vinha - as pessoas à minha volta eram sempre diferentes, porque o pessoal movia-se muito - mas, de quando em vez, lá vinha aquele aroma que me tocava na alma. Literalmente, apetecia-me chorar de emoção, porque é um cheiro que me diz algo que não sei bem detetar mas que me toca profundamente. Nunca me aconteceu tal coisa. Era assim uma mistura de sabão com algas, uma coisa tão boa, tão crua, tão caseira, tão cheia de maresia. Achei que era alguém a espalhar o perfume novo ou o novo creme.

Mas não - e só dei conta na manhã seguinte onde, logo após abrir os olhos para mais um dia, o senti de novo. E era eu. Era eu que cheirava assim. Só depois me lembrei que, com a pressa e a vontade de não ocupar muito espaço na mala, peguei numa das muitas amostras de shampôs que aqui tenho, "roubadas" de hotéis onde vou. E cheira tão, tão, tão bem e leva-me a um lugar qualquer que desconheço mas que adoro de coração. E isto foi das coisas mais estranhas que me aconteceu nos últimos tempos.

25
Nov13

Os chineses cheiram a polipele

Carolina

Hoje descobri que aquele cheiro que nós identificamos como "cheiro a chinês" (sem faltar ao respeito aos chineses - o que quero dizer é que as lojas deles e os produtos que de lá vêm cheiram a isso) é cheiro a polipele. Como é que descobri tal coisa? Eu explico:

Fui à Natura trocar as botas que cheiravam mal. A minha mãe foi comigo e apresentou a situação, pelo que pedimos a devolução por o calçado não estar nas devidas condições. A senhora cheirou e disse "ah, não cheiram a nada". Pois bem, eu não a culpo por não ter um faro como o meu, mas ainda assim aquele fedor sentia-se a quilómetros. Lá lhe pedimos para tentar outra vez - e ela lá sentiu, fez um esgar de "não é nada de especial" e proferiu a revelação do dia: "cheira a polipele!". Ahhhhh, então deve ser isso. Ainda assim, queremos a devolução. "Não aceitamos". Muito bem, passe para cá o livro de reclamações, se faz favor.

E assim foi. Vale dizer que o livro já ia a mais de metade, pelo que não é muito bom sinal. No fim, ficaram com as botas, com o mau-cheiro (que a senhora não sentiu, portanto não deve incomodar) e mais uma folha do livro de reclamações preenchida. Sempre a somar!

12
Nov13

Os botins com cheiro a chinês

Carolina

Para o bem e para o mal, eu tenho o cheiro e o paladar muito apurados. Esta é a razão pela qual dificilmente entro em perfumarias, nunca me aproximo da loja "Mango acessórios" que há no Via Catarina, que só consigo usar um ou dois perfumes escolhidos a dedo, que não consigo gostar de queijo, entre outras coisas. Esta minha qualidade (ou defeito, vá-se lá saber) só se "desactiva" quando estou, de facto, num daqueles sítios que não gosto, em que o cheiro me invade por completo. A loja Natura é um desses casos, com todos aqueles cheirinhos e incensos que eles para lá têm.

Hoje passei por lá depois das aulas, à procura de um gorro quente. Na minha prospeção, vi uns botins muito giros (parecidos com uns com que me tinha apaixonado na Aldo, mas que tinha resistido a trazer para casa) e decidi experimentar. Apesar da indecisão, comprei-os, a par do gorro que achei ideal. Vale até dizer que vim radiante, tendo em conta que na compra de duas peças tinha 15% de desconto em ambas, pelo que o par gorro+botins ficou-me mais barato do que os próprios botins sozinhos!

Quando cheguei a casa, entusiasmada para mostrar a minha mais recente aquisição à minha mãe, ela pegou neles e disse-me: "são giros, mas cheiram muito, muito mal. A chinês". E, meu deus, era tão verdade! O cheiro daquilo era suficientemente forte para, passado um minuto, já estar entranhado nas minhas mãos e, como é óbvio, ao que parecia ser todo o meu nariz. Fui enganada pelo cheiro da loja! Eu, que tenho um quase um faro de perdigueiro! Para além de me doer o orgulho e não ter dado por nada, acho que não tenho alternativa senão ir trocar o raio dos botins: aquele cheiro é demasiado mau para aguentar em que parte do corpo for e eu sei que, quando os calçar, mesmo que seja psicológico, não vou parar de sentir aquele cheiro medonho. Às vezes não ter grande olfato até tem vantagens, vêem?

21
Jan12

Lareira

Carolina

Vivo nesta casa há 12 anos e a lareira nunca foi limpa. No inverno, é acesa quase todos os dias, logo já está bastante usadita.

Este ano, decidiu que para além daquele cheiro bom a lareira, devia fazer ainda mais: ou seja, neste momento, a minha casa tem o cheiro típico a aldeia. Sabem aquele cheiro como se estivéssemos a fumar um presunto ou a fazer um pão com chouriço em forno de lenha? Tipo um fumeiro? Pronto, é isso.

E já está tudo impregnado. Ainda hoje peguei num guardanapo na cozinha para me assoar, e mesmo com o nariz tapado tudo o que conseguia cheirar era a fumeiro. Mesmo eu, chego ao fim do dia e parece que saí de um forno a lenha - ao ponto de ter de tomar banho à noite porque não posso com o cheiro!

Limpeza à lareira precisa-se. Com urgência.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

o