Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

15
Abr11

Carolina

Carolina

Nasci a 20 de Março e isso diz muito sobre mim: este é o dia em que ora o Inverno tem fim, ora a Primavera se inicia. A minha vida oscila assim, entre estas duas estações do ano quase antagónicas; uns dias frios e tristes, outros de céu limpo, cor e a esperança do que há para vir. 

Cresci no mundo da têxtil, no meio de panos, amostras e máquinas muito grandes e barulhentas e sempre disse que esse seria o meu destino. Entretanto, mais crescidinha, decidi que queria ser engenheira informática. Em 2011, depois de algumas turras com a matemática e após ter percebido que escrever era das coisas mais terapêuticas da minha vida, decidi abandonar os números e parti para as humanidades. Formei-me em Ciências da Comunicação, fuji do jornalismo a sete pés e especializei-me em Assessoria de Comunicação. Acabei o curso em 2016 e arranjei logo o meu primeiro trabalho. E não, não foi em assessoria - foi em jornalismo, na área do têxtil e da moda. E, nesse momento, eu percebi que a vida era uma pescadinha de rabo na boca.

Nasci na freguesia mais antiga do Porto, o que faz de mim uma portuense de gema - e tenho muito orgulho em ser tripeira. E, claro, sou portista de alma e coração. Gosto de muita coisa, tenho jeito para algumas, mas não consigo entregar-me totalmente a uma só. Adoro abrir a caixa de correio e ver que tenho postais; ir ao cinema; usar anéis e cabelo curto. Aquilo que me move é a minha família e o meu trabalho. Mas aquilo que me faz sentir mais viva é a escrita, uma viagem ou um concerto a passar-se à frente dos meus olhos enquanto cada célula do meu corpo vibra com cada nota tocada.

Apesar de ter tirado um curso de comunicação e de escrever todos os dias, comunicar é aquilo que faço de pior. Não sei lidar com pessoas e tenho um problema sério em confiar nos outros. Nunca fui popular, nunca fui fixe, nunca fui concorrida. Era sempre a que ficava para último para ser escolhida para as equipas de educação física, nunca tive muitos amigos. Habituei-me a ser um loner desde pequena, a jogar monopólio sozinha e a aprender que nos livros também se arranja companhia. Vivi tantos anos a apreciar a minha própria companhia que, por vezes, é difícil saber estar com os outros. Em resumo: sou um bicho do buraco. Um bicho do buraco que escreve e tenta, muito de vez em quando, sair da toca e ver aquilo que de bom a vida tem. 

 

 

 

Perfil do Sapo

 Email: paranaoficaremcoisaspordizer@gmail.com

Facebook

Instagram

 

CampismoGeres_Agosto2016 (307).JPG

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Ranking