Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

01
Jan16

2015 em livros

Carolina

(este post devia ter saído ainda em 2015, mas eu troquei-me toda com os posts e... ups!)

 

Toda a gente que adora livros tem de ter uma conta no Goodreads. Um book-lover não ter uma conta neste site é tão grave como uma pessoa super-hiper-social não ter conta no Facebook. Por isso, a sério!, se adoram livros e não têm conta na melhor rede social de todos os tempos (e é a melhor porque só tem livros e não pessoas - e fotos, estados de pessoas, com (in)diretas, felicidades postiças e coisas assim), façam disso uma resolução de ano novo e em 2016 façam parte desta comunidade!

É lá, que antes de tudo, escrevo as minhas críticas literárias e também é lá que vou dando alguns updates e opiniões do que estou a ler. E, claro, é lá também que faço os meus desafios diários de leitura: este ano bem sucedido, ainda que mesmo à rasca em termos de tempo! 

Eles fazem concursos e coisas giras e, este ano, fizeram uma espécie de revisão dos livros de cada utilizador no ano de 2015. Tem a quantidade de livros e páginas que lemos (embora, no que diz respeito ao número de páginas, tenha lido mais, pois os livros portugueses são normalmente maiores que as versões originais), qual o maior e mais pequeno, a média de estrelas que demos e outras coisas giras. Como achei um mimo, deixo para vocês verem e fazerem também - este ano se já tiverem conta ou para vos aguçar a vontade de se registarem e terem uma coisa bonita destas para o ano que vem!

Para quem ainda não me tem como amiga no Goodreads, podem encontrar-me aqui. Vemo-nos por lá, sim?

 

year1.PNG

year2.PNG

year3.PNG

year4.PNG

year5.PNG

30
Dez15

O melhor de 2015

Carolina

Com base na ideia do sapo "O Melhor de 2015", venho fazer a minha "matriz" de 2015, com aquilo que de melhor este ano me deu em algumas áreas! Ora vejamos:

 

O melhor filme:

Ponte-dos-Espiões.jpg

 Este ano ficou felizmente marcado pelo meu regresso às salas de cinema - sozinha ou acompanhada, o que importa é ir! Ainda assim, e contando os filmes que vi em casa, não vi uma quantidade de filmes por aí além. Não sei se é por a minha memória estar fraca ou este filme estar muito fresco, mas escolho o "Bridge of Spies" como o melhor filme que vi este ano. Fui quase de arrasto com o meu pai, nem sequer tinha ouvido falar dele (acho que foi pouco publicitado) e acabou por ser dos melhores filmes que vi ultimamente. Duas conclusões a tirar: o Tom Hanks é dos melhores atores da praça Hollywoodesca e, sem dúvida, o Spielberg é o melhor realizador que temos vivo.

 

O melhor livro:

transferir2.jpg

 

Não é uma escolha fácil porque li vários livros de que gostei muito e que me prenderam do início ao fim; por outro lado, não li nenhum que dissesse "UAU, este é um dos livros da minha vida". O "Mataram a Cotovia",  "O Livreiro" e o "Dentro do Segredo" foram os meus favoritos deste ano, mas destaco o "Perguntem a Sarah Gross" como aquele que mais gostei e mais me marcou.

 

A melhor música/albúm/concerto:

rc10303ritacarmo-6584.jpg

 (foto da Blitz)

Acredito que não tenha sido o melhor concerto, mas foi o que mais me marcou e aquele por que mais esperei. E as minhas expectativas não foram defraudadas. O Sam Smith ficou ainda mais no meu coração!

 

O melhor da televisão:

Htgawm_season_2_poster.jpg

 Se houve coisa que defraudei este ano foram as séries. Ficou tudoooooo em atraso, com a excepção desta série que está aí em cima: "How to get away with murder". A forma como a história é contada stressa-me, faz-me roer demasiado as unhas mas prende-me ao ecrã como nenhuma outra. Adoroooo! Todas as outras séries vão ser para ir recuperando ao longo de 2016 (espero eu).

 

A imagem do ano:

Sei que isto devia ser algo mais "global", mas vou personalizar e escolher a minha imagem do ano. Na verdade, vou escolher duas:

11337024_748545198622976_8598470787544854961_o.jpg

Primeiro, a foto de grupo do "Fora da Caixa", a minha maior razão de orgulho neste ano que passou. (Não pedi autorização para partilhar a foto, mas tendo em conta que passou em todos os nossos facebooks e já partilhei o vídeo do making of, acho que não há problema). Não quero ser algo radical, mas mudou um bocadinho a minha vida - pelo menos a nível universitário.

 

11960178_10204848775676321_3143601697262481945_n.j

 Em segundo lugar, uma das muitas fotos que tirei com o meu sobrinho, pelo qual me apaixonei perdidamente. Adoro esta em particular, pelo ar de felicidade pura estampada na cara dele. Lembro-me tão bem do momento em que tirei esta foto... acho que passamos meia hora a rebolar na cama, eu e ele, como se fosse a melhor coisa à face da terra. Aliás, nota-se bem que ele achou aquilo muito divertido!

 

Algo que melhorou as nossas vidas:

Este é o tópico que mais dúvidas me causou, simplesmente porque não me lembro de nada que tenha aparecido e mudado para muito melhor as nossas vidas. Algo que gostei particularmente, foi o facto da H&M ter começado a ter loja online (com a parte de decoração da casa incluída). Aleluia!

30
Dez15

A primeira percepção de 2015 & a realidade

Carolina

Se não pensar muito, acabo este ano com a perceção de que correu mal; na minha mente assombram-me momentos maus, de dor, de preocupação e cansaço profundo. Acho que, como nas casas, há algumas fases na vida de algumas famílias em que parece que tudo avaria; a diferença é que, no caso das casas, podemos mudar-nos ou resolver os problemas com relativa facilidade - o mesmo não acontece com a vida das pessoas. E eu sinto que, um bocadinho por toda a parte, os problemas se disseminaram. E, claro, como as nossas dores são as piores, a memória mais fresca que tenho deste ano foi da minha lancetação e destes últimos dias sem me conseguir sentar - e tudo o que me consigo lembrar sobre o ano que aí vem é que vou ser operada, o que já me estraga todos os prognósticos que possa fazer. Estar a morrer de medo do que aí vem é pouco.

Mas a verdade é que isto é a prova dura e crua de que a memória é extremamente seletiva - e se, a longo prazo, tendemos a lembrar-nos das coisas positivas (eu, pelo menos, sou assim), a curto prazo só nos lembramos de tudo o que de mau aconteceu. E talvez por isso - por as coisas más terem acontecido mais no fim do ano - a minha percepção deste ano que está mesmo a acabar seja muito negativa. Mas a verdade é que não foi.

Enquanto elaborei a lista de coisas que fiz em 2015 percebi que foi um grande ano - pelo menos a primeira metade! Nunca fui a tantos concertos na vida, nunca li tantos livros! Viajei, fui três vezes ao meu paraíso de descanso (o meu Algarve), a minha família aumentou e tive o meu irmão e sobrinhos imenso tempo aqui comigo. E tive experiências super, super, super enriquecedoras! Não vou esquecer o silêncio mágico do rio enquanto andava no caiaque nem nunca mais vou esquecer a loucura que foram os meses de preparação para o Fora da Caixa - esse que foi, sem sombra de dúvidas, o acontecimento mais marcante deste 2015 (acho que todos foram capazes de perceber isso).

O ano não acabou da melhor forma, mas sei que tenho o dever de puxar pela memória e não me deixar levar pelos seus truques manhosos; tenho de me lembrar de tudo de bom que aconteceu e, acima de tudo, agradecer. Pela sorte de ter o que tenho, de poder ter vivido o que vivi e pelas pessoas que me rodeiam (que, embora não sejam muitas, são das boas). Portanto, se me permitem, quero reformular: com excepção de uns meses finais e uns episódios mais duros, este ano foi um ano feliz - incrivelmente feliz.

 

large.jpg

 

 

 

Quanto a 2016... que seja tão bom ou, se possível, melhor! E, claro, com muitos (e bons) posts à mistura! 

Vemo-nos para o ano, sim? Boas entradas!

29
Dez15

2015 - Este ano eu...

Carolina

- Tive o meu 6º sobrinho!

- E tive a minha primeira sobrinha emprestada - uma autêntica prenda de Natal <3

- Fui a Bristol e a Genebra;

- Arranjei o meu primeiro trabalho a escrever;

- Trabalhei no Primavera Sound;

- Para além disso ainda fui aos três dias do Nos Alive;

- E a um dia do MEO Marés Vivas;

- Em suma, vi duas vezes a Banda do Mar ao vivo, vi o meu terceiro concerto do Jamie Cullum, lacrimejei mais do devia quando ouvi o Sam Smith, ouvi o meu segundo concerto dos Muse. Para além disso, arrepiei-me com Antony and the Johnsons, tirei o chapéu à FKA Twigs pelo espetáculo que deu (embora continue a não gostar dela), ouvi o vozeirão da Ana Moura, cantei com os Mumford&Sons e ouvi a boa onda do James Bay, do Ben Harper e do Damien Rice. Apanhei um banho de água fria com The Cinematic Orchestra e cantei muito em mais um concerto d' "Os Azeitonas". Ouvi também o António Zambujo e o seu cante alentejano. E depois conheci outras bandas, algumas que gostei mais, outras menos: Foxygen, Caribou, Belle and Sebastian. E ainda ouvi barulho... muito barulho!

- Fui pela primeira vez a uma espectáculo de magia;

- Desisti pela primeira vez de um exame (lá, no auditório);

- Comi pela primeira vez num restaurante cantonês;

- Perdi um bocadinho o medo aos dentistas;

- Fiz a minha primeira micro-cirurgia (e doeu para cara***!);

- Fui duas vezes a Lisboa e três ao Algarve;

- Comprei uma polaroid em segunda mão, a realização de um sonho antigo!

- Inscrevi-me num curso de fotografia e adorei, adorei, adorei;

- Comprei um novo computador portátil e uma nova máquina fotográfica;

- Iniciei-me no mundo dos vídeos do youtube;

- Cortei muito com os açúcares e se, por um lado, a minha vida ficou menos doce, também ficou significativamente mais saudável;

- Mudei finalmente de quarto e vi o lado luminoso da vida;

- Consegui ler mais livros que no ano passado;

- E retomei o meu bom hábito de ir ao cinema!

- Vi o Porto ganhar ao Chealsea do Mourinho mesmo em frente aos meus olhos;

- Acampei pela primeira vez e passei literalmente dois dias inteiros em família;

- Fiz o meu primeiro picnic;

- Andei pela primeira vez de caiaque e foi das melhores coisas que fiz na vida!

- Nadei no rio, algo que também nunca tinha feito;

- Fui entrevistada para uma reportagem do JN sobre o 10 anos do Twilight;

- Fui pela primeira vez a uma festa da faculdade (e saí rápido, mas continua a contar!);

- Iniciei-me na arte dos gelados;

- Fiz um jogo em javascript (esta ainda nem eu acredito!);

- Pisei, pela primeira vez, a Santa Relva do Estádio do Dragão;

- Apanhei a minha primeira multa de estacionamento;

- Vi o meu primeiro desfile de moda;

- E, last but not the least - e porque gosto sempre de deixar o melhor para o fim (sabendo, no entanto, que ficou muito por dizer) - realizei um programa de televisão, num trabalho árduo, diário, sem fins-de-semana ou feriados durante um período de três meses até ao dia F, de Fora da Caixa. Foi o melhor que este ano me trouxe e que, a par das pessoas que ele me "deu", vou guardar no coração para a vida inteira. Não me lembro se alguma vez tinha sido tão feliz.

01
Jan15

Mais e menos para 2015

Carolina

Dia um de Janeiro é dia de establecer metas para o resto do ano. Ei-las:

1297-vantagem.jpg

+ livros lidos (em 2014 li 20, para 2015 estabeleci 25)

ir + vezes ao cinema

ir + vezes ao ginásio (pelo menos 3 vezes por semana + workouts em casa)

arranjar um PT se necessário

manter as unhas arranjadas

passar a todas as cadeiras (com notas decentes)

ir a + concertos

fazer, pelo menos, duas viagens

fazer crescer este blog (veremos como)

escrever + postais

cozinhar ainda +

+ praia, + piscina, + bom tempo

+ séries!

1995-menos-sinal.jpg

 

- tristezas

- posts incertos em relação ao meu futuro, nomeadamente em relação à escrita

- dramas

queixar-me - em relação à falta de tempo, e faze-lo render

- internet e + livros

- desculpas para começar a escrever um livro

espero eu, que - sono!

31
Dez14

Ao fim de 2014

Carolina

Não, facebook, não "foi um ano espetacular". Bem pelo contrário.

Foi um ano mau, cansativo, emocionalmente desgastante, principalmente na sua segunda metade, onde tudo pareceu acontecer. A faculdade continuou: melhorou no que diz respeito a relacionamentos com colegas, mas piorou muito no trabalho. Perdi um membro da minha família, mas anunciou-se a chegada de outro; morreu-me uma cadela, mas por outro lado ganhei outra, que me enche diariamente o coração de amor e o corpo de mimo.

Não fiz viagens, só fui a um concerto, fui duas vezes ao Algarve mas a segunda quase não valeu pelo stress. Fui apenas a um jogo de futebol, mas ao menos despedi-me do Deco e da equipa do Porto que mais adorei. Li 20 livros, mais 5 do que aqueles que me tinha proposto.

Entrei em 2014 numa festa temática sobre os anos 20, mas 2014 teve pouca festa para mim. Fui duas vezes andar de patins no gelo, assim como só fui duas vezes à praia no Porto. Fiz algumas mudanças no meu quarto, que o tornaram ainda mais meu. Livrei-me de metade da roupa do meu armário. Vi tão poucos filmes que até me envergonho. Tive dramas entre família, dramas entre amigos, dramas na faculdade: dramas a mais. 

Fui uma semana para a Régua. "Tive" um carro novo. Festejei o pior S. João de todos (ou deverei dizer que mal festejei?). Celebrei o pior Natal de sempre. Continuei a escrever, mas vacilei em muitos momentos. Fiz a minha primeira entrevista a sério. Fui a muitas aulas de zumba, ainda fui a outras quantas que há no ginásio, e estou muito orgulhosa de mim por isso. Mas em 2015 é para aumentar.

Posto isto, tenho-vos a dizer que logo à noite vou festejar muito. Pelo fim deste ano de merda e pela esperança de um próximo ano bem melhor.

Destaco as minhas férias no Algarve, no 1º de Maio, o picnic de aniversário da minha mãe, onde recebi a Molly, e a minha viagem a Lisboa como os melhores momentos deste ano (são só três, mas definir um terceiro já se tornou difícil, tal a escassez de bons momentos).

DSC_0067.JPG140615 Aniv Cé (123).JPG

DSC_0298.JPG

Espero que o resumo do vosso ano tenha sido melhor que o meu e que 2015 vos traga paz, amor e,claro, muita saúde. No fundo, tudo o que quero para mim quero também para quem me lê. Que sejam 365 dias recheados de coisas boas e muitos, muitos textos positivos. 

Carolina

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Ranking