Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

07
Mar17

Letargia

Carolina

No início era a letargia. Aliás, se me perguntarem uma das coisas que mais detesto em mim, é esta veia letárgica. Se calhar, quando me questionam sobre os meus defeitos, eu lembro-me de tanta coisa e com nomes tão mais simples que são os primeiros que disparo; mas que não haja dúvidas que a letargia tem um viveiro algures cá dentro e é das coisas que mais mexe comigo. Ainda me recordo mais ao menos da altura em que descobri esta palavra e pensei "isto é tão eu; este é o meu mal". E é verdade.

Mas é isto: aí há umas duas semanas, a letargia instalou-se. Não sei se sabem, mas ela é assim tipo fungo: a partir do momento em que se aloja em alguém, é o fim do mundo para a tirar. Pode adormecer, mas volta sempre. E voltou em força e eu, que já não a via há muito tempo, deixei-me engolir. E a partir daí trava-se todo um processo diabólico, que me faz sinceramente sofrer. É aquela história do diabo e do anjo que se instalam nos nossos ombros e berram um com o outro. O diabo encarrega-se de me levar pela ribanceira abaixo, rindo-se maléficamente por eu me deixar ir; mas enquanto isso o anjo mói-me o juízo, grita-me aos ouvidos "porque raio é que te estás a ir abaixo quando não tens razão absolutamente nenhuma para te queixares, sua parva?". E aí, para além da letargia, eu fico irritada e chateada comigo mesma, porque o raio do anjo tem razão, porque eu estou bem, porque não tenho razão para estar assim quando há tanta gente mal no mundo, mas estou cansada, porra, e sinto-me mal na minha pele, e não tenho força de vontade para me meter num ginásio, e há coisas que não estão a correr como eu queria, e não ando com vontade de trabalhar, e acho que tenho vinte doenças e mais algumas, e preciso de sol e de algo que me dê vida e... e... sentiram-se cansados ao ler isto, não sentiram? É que eu sinto.

Ando triste, cansada, desinspirada, sem força, adoentada. Tenho-me sentido incompetente, sinto que estou a falhar, para comigo e para com os outros. Não tenho tido a capacidade de me superar e isso entristece-me imenso. E, por outro lado, sinto que já não sou esta pessoa que vive neste lado negro: sei que tenho um lado melhor de mim cá dentro, porque já o vivi, já o senti, já o transmiti aos outros. Mas má onda traz má onda, a ansiedade também se alojou em mim e trouxe-me mais uma série de problemas, começo a questionar as minhas decisões e escolhas, e tudo isto é como uma bola de neve que me engole sem eu conseguir pôr a cabeça de fora para respirar.

Se alguém se questionou pela falta de posts, esta é a razão. Não aconteceu nada. Sou só eu, a ser eu, no meu pior. Estou a tentar vir ao de cima.

7 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Ranking