Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

13
Abr17

Habemus férias para 2017!

Carolina

Durante muitos anos - e pelas mais variadas razões - as minhas férias limitaram-se a passar pelo Algarve. Não é que eu me queixe, o Algarve é a minha segunda casa e é praticamente um passe direto para dias felizes, mas eu, que adoro viajar, também sentia falta de passear pelo mundo. O ano passado, depois de muito pensar, ponderar e pesquisar, conseguimos marcar um cruzeiro nos países nórdicos, que já há muito ilustravam os meus sonhos graças aos thrillers passados nestes locais. Eu partilhei aqui toda a viagem assim como todos os detalhes sobre o cruzeiro e disse-o, sem meias palavras, que aquela tinha sido a viagem da minha vida. Hoje olho para trás e vejo aquelas fotografias (e sim, abro-as muitas vezes) com uma saudade imensa. Repetia TUDO.

Sinceramente, este ano não contava voltar repetir a proeza de ir de férias. Falava-se de umas coisas, uma viagem aos Estados Unidos já estava há muito em cima da mesa, mas por esta razão ou por outra decidimos tornar a adiar. Solução? Outro cruzeiro. Depois da experiência tão boa do ano passado, já contávamos repetir - só achava que não seria pelo segundo ano consecutivo. Mas eu não me importo - se for tão bom como o outro, estou muito longe de sequer dizer um "ai". 

Este ano a condição era passar por Itália. Nunca lá fui e toda a gente diz que é um autêntico crime ainda não ter lá posto os pés. A outra condição? Termos lugar no barco. Já nem falo da confusão do ano passado - a questão é que os cruzeiros chegam a ser marcados com um ano de antecedência e a escolha, desta vez, já não era muita. É quase caso para dizer que não fomos nós que escolhemos o cruzeiro, foi mais o cruzeiro que nos escolheu a nós. É claro que era do nosso agrado, que coincidia com as datas que eu precisava (isto vida de trabalhadora é outra coisa...), mas a verdade é que também não havia grande escolha dentro de todos os parâmetros que precisávamos.

E então vamos ao que interessa: para onde vou afinal? Começo em Veneza, depois Dubrovnik, Kotor (no Montenegro), La Valletta (em Malta), Sicília, Nápoles e termino em Roma. De Itália ainda fica muito por ver mas diria que numa só viagem "matar" quatro cidades do mapa já não é nada mau! Evitar a Grécia e as suas ilhas não é tarefa fácil neste tipo de cruzeiros (não me olhem de lado, eu não tenho nada contra os gregos - aliás, quero muito ir passear por estas ilhas um dia destes - mas não fazem parte do roteiro de sonho dos meus pais), por isso ficamos com um cheirinho da Croácia, do Montenegro e de Malta para compensar.

A vantagem deste cruzeiro em relação ao outro? É que, relativamente às cidades onde aportamos, não vou com grandes expectativas (tirando, provavelmente, Veneza); o outro cruzeiro tinha nomes muito pesados como Estocolmo e São Petersburgo e eu não aguentava com tanta emoção. Neste, Itália é essencial e seria um sítio onde viajaria em breve, de certeza; mas se calhar os outros sítios nunca visitaria se não fosse numa coisa destas (com excepção da Croácia, que sempre ouvi dizer que é maravilhosa). Vou por isso de espírito completamente aberto, pronta para riscar mais uns países da minha lista e ser totalmente surpreendida; já vi algumas fotos e algo me diz que me vou surpreender. A desvantagem? É que já tenho aquela que apelidei de "viagem da minha vida" no lombo e uma experiência de cruzeiro, por isso as comparações vão ser inevitáveis.

De qualquer das formas, estou em crer que vai ser maravilhoso e estou ansiosa para que o momento chegue. Nesta fase mais down que tenho passado, o pensamento de que vou tornar a viajar e a andar de barco (acho que a maioria das pessoas não gosta, mas eu adorei!) acalenta-me a alma. Para além disso, é a expectativa de voltar aos meus diários de bordo. Mal marcamos a viagem, posso jurar que foi a primeira coisa em que pensei: "vou poder escrever sobre a viagem, tal como fiz da outra vez". Gosto muito de escrever sobre todos os assuntos, mas os diários de bordo ocupam um lugar muito importante no meu coração - e, acima de tudo, acho que é das coisas que faço sinceramente bem. Releio muitas vezes aquilo que escrevi sobre as minhas viagens anteriores e sinto-me a viajar de novo, ainda que em pensamento.

Enfim, mal posso esperar! Para viajar, para ver, para navegar, para tirar fotos, para viver - e, claro, para escrever e partilhar tudo convosco. Julho, vem rápido!

 

CruzeiroBaltico (581).JPG

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Ranking