Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

26
Jul15

Esperança no mundo dos livros

Carolina

Há uns tempos tive uma espécie de aula com uma pessoa da Porto Editora. No meio do muito que falou, disse que era extremamente dispendioso lançar um novo autor, que era muito mais fácil continuar a lançar livros de quem tem nome na praça (por razões óbvias). Isto foi tipo uma facadinha no meu coração - nada que eu já não soubesse, mas as realidades "ouvidas" tomam outra dimensão.

Ainda assim, tenho reparado que há mais autores portugueses nas livrarias - e autores de que nunca ouvi falar. Há uns dias comprei um livro de Raquel Ochoa - vencedora do prémio literário Agustina Bessa-Luís - chamado "As Noivas de Sultão", um romance histórico. Não sou muito fã deste tipo de livros (falta-me muitas vezes a paciência para pormenores exaustivos), mas gostei da sinopse e, perante a promessa de uma autora revelação, decidi experimentar.

Por outro lado, enquanto andava a passear na feira do livro do continente (de aproveitar, o livro da minha última review foi comprado lá por metade do preço!) dei de caras com um livro para jovens que nunca tinha visto, chamado "Broken". Decidi folhear - tenho uma queda para romances adolescentes -, li a sinopse (que me soou familiar) e apercebi-me que a autora era portuguesa. Fiquei espantada e, quando fui ver à badana, percebi que a autora tinha, nem mais nem menos do que... 14 anos. Quando cheguei a casa procurei mais e percebi que o livro era uma adaptação de uma fanfic dos One Direction, escrita por uma fã, que trocando os nomes das personagens conseguiu ser publicada (ao estilo de Fifty Shades of Grey mas, suspeito, com menos sexo - e sucesso - pelo meio). Nada contra, claro, mas acho muito difícil uma rapariga de 14 anos ter maturidade (e vocabulário e desenvoltura) para escrever um bom livro, por isso não equacionei sequer a hipótese de o trazer para casa.

Mas bem, isto são só dois exemplos dos vários que tenho visto por aí. Há muitos autores a ganhar nome na praça, o que contraria um bocadinho a tendência e daquilo que ouvi na aula. Há esperança no mundo da escrita! Agora é esperar que continue até 2052, quando tiver um livro pronto (ok, talvez esteja a ser um bocadinho generosa na data - 2060 é mais verosímil, pelo andar da coisa).

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

Ranking