Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

31
Mai12

Estou recortada!

Carolina

 E ao tempo que este blog não aparecia na página principal do sapo! Mas hoje apareceu, num recorte com o meu post sobre o Robert, e logo de "braço dado" com um destaque do blog que me preoporcinou tal experiência e muito mais. É um duplo orgulho para mim.

Obrigada sapo!

 

30
Mai12

Ontem eu vi o Robert Pattinson - e muito mais

Carolina

Sei que o atraso neste post é imperdoável, mas o meu tempo voou nestes últimos dias. Tenho dormido cerca de 3 a 5 horas por noite, e ontem as minhas pernas já não se aguentariam por muito tempo.

Não esperem o relato fã mais histérico de sempre: um post muito resumido do meu seria o da Vanita.

O melhor momento do meu dia foi quando o vi pela primeira vez, a entrar no CCB pelas onze da manhã. Foi o choque típico: "ele é mesmo real e está à minha frente". Entrou a sorrir, a olhar para o chão. Mas não deixou de ser uma visão divinal.

No entanto, foi o inicio do desastre. À saída, quando já éramos umas 20 e tal fãs (30, talvez) à espera que ele saísse, sai o Cronenberg, os pais do menino de ouro e o Paulo Branco. E no meio da distracção, sai o Pattinson pelas traseiras. Foi feio, foi mau e saí desiludida. Porque durante a passadeira levou com centenas delas, e não foi capaz de despachar "meia dúzia" que estavam à porta. Primeiro banho de água gelada.

O dia seguiu-se por um passeio no Chiado - um geladinho na Santini, uma visita à loja da Pipoca, uma visão rápida da Claúdia Vieira. E pouco antes das cinco da tarde, lá estávamos no CCB outra vez. Estava quente, os escaldões foram muitos. Mas estava tudo animado e calmo, até ali.

Sinto-me bem nestes dias - adoro Lisboa, lembra-me uma mudança radical na minha vida. E ontem estive a oportunidade de estar com dezenas de pessoas - eu parecia um bicho carpinteiro e já me disseram que dava bem para relações públicas. Beijinho ali, um "olá" aqui, posa para a foto acolá.

E depois o inicio da passadeira. Começamos com meia hora de atraso (vê-se bem que o rapaz já perdeu muita da essência de british). E depois o caos. Gritos e berros e pareciam que iam ter filhos ali em plena passadeira. Histéricas até mais não (e pessoas que já deviam ter juízo). O rapaz começou a autografar no inicio da passadeira e, subitamente e tipo relâmpago, faz 3/4 da passadeira sem dar cavaco a ninguém, directo para a imprensa. Caos vezes mil. As pessoas saem dos sítios onde estavam para se aglomerarem no sítio onde ele estava e eu - já mais do que irritada, a ficar possuída por todos os lados - afasto-me o máximo da balbúrdia. Desisti naquele momento - sabia que a foto que tanto queria tinha ido ao ar e que o autógrafo também. E depois, o filho da mãe, volta para o sítio onde eu estava para dar autógrafos e tirar fotos. E aí sim, eu espumei.

Enquanto ainda estava na passeira, passaram algumas figuras públicas - Mariana Monteiro (muito querida do público), Maria João Bastos (linda), Margarida Rebelo Pinto, Ana Salazar, Rita Redshoes... O Cronenberg deu-me um autógrafo de boa vontade e ainda lhe disse algumas coisinhas. Os pais do Robert são uns doces - ela a tirar fotos ao filho em plena passadeira, ele a dar autógrafo a quem queria e a ser um amor que só visto.

Quanto já me tinha afastado e algumas das "minhas" pessoas vieram fazer-me companhia, uma delas roubou-me o livro (de onde faltava A assinatura) e levou-o a autografar - sendo que ela nem sequer um autógrafo levou. Já te agradeci em privado, mas não posso deixar de o fazer aqui. O autógrafo pouco me importou - mas o teu gesto para comigo não me levou às lágrimas porque meio mundo ali me conhecia. Lamento se estou a ser injusta para com alguém, mas não me lembrava que alguém tivesse tal gesto para comigo e que me marcasse tanto. Estava ali um homem estilo osso, com mil e um cães em cima dele - todas tínhamos o mesmo objectivo. E alguém foi buscar um autógrafo por mim. Nesse momento dei graças por estar ali, não pelo Robert, mas por me ter encontrado com pessoas que vejo em tão pouco tempo e por quem me sinto tão acarinhada. Posso garantir que poucas pessoas que me conhecem e que lidam comigo no dia-a-dia - os que chamamos amigos, mas que não são nem perto disso - fariam o mesmo que tu fizeste, M. E eu não me vou esquecer disso.

Depois disso e de ver pessoal a chorar e a gritar fomos ver o filme. A breve apresentação foi mesmo breve, mas sempre soube bem. É sempre melhor que nada. E aí, posso dizer-vos, a minha máquina fotografou pela primeira vez Robert Pattinson - porque em todas as outras vezes apenas a minha memória gravou aquilo que vi.

Adorei o filme e tenho consciência que metade do público não percebeu peva do que se passou. Mas é o meu tipo de filme - complexo e obscuro. Achei os diálogos deliciosos e fez-me pensar (ainda mais um bocadinho).

Estive com companhias maravilhosas - conheci pessoas maravilhosas. Eu vi o Robert Pattinson - e no fim, essa foi a menor das minhas alegrias. Obrigada a todas.

 

(fotos depois)

27
Mai12

Poderes

Carolina

Perguntam muitas vezes às pessoas que poder é que elas gostariam de ter, se tal hipótese lhes fosse concedida. As mais comum são voar, ser invisível ou ler os pensamentos de alguém. Já eu gostava de ter a capacidade de perceber aquilo que os outros pensam - e, acima de tudo -, sentem por mim.

Os que não gostam, pouco me importa. Mas gostava de descortinar o quanto os restantes(os que gostam muito, minimamente, razoavelmente) gostam de mim. Gostava de conseguir criar uma escala de "gostar". Perceber aquilo que sentem. O quão real esse sentimento é.

Coisas que passam pela minha mente de vez em quando...

26
Mai12

Das coisas do hospital psiquiátrico 3#

Carolina

Estava o A. no computador e a conversar com a minha mãe, sobre aquilo em que consistia o seu curso e etc.

Mãe: Na sociologia estuda-se a sociedade, as diferentes culturas...

A.: Ah...

Mãe: A cultura oriental, a cultura ocidental...

A.: A cultura de cannabis?

 

Era ver-me a tentar não me rir pelas costuras. Muitíssimo bem visto, pá!

Pág. 1/10

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

o