Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

[Entre Parêntesis]

Tudo o que não digo em voz alta e mais umas tantas coisas.

31
Jul11

Balada do Café Triste

Carolina


 


Andei mais de um ano atrás deste livro. Percorri Fnac's, Bertrand's e Wook's e nada. Se o queria mesmo, teria de o mandar vir pela net. E o tempo foi passando, passando até que a Feira do Livro veio ao Porto. E lá fui eu, para a barraca do Relógio d'Água à procura do livro.


"Não o temos aqui, menina" - espumei. "Mas podemos mandar vir." Yey, era isto. E lá pedi para mo mandarem vir, e passado uns dias já tinha a minha relíquia na mão, por apenas três euros.


 


O livro é pequenino, lê-se bem. E tem uma história engraçada. Gostei da narração da história em si - parecia que era a vila onde tudo aquilo decorria que contava a história. E depois tem pequenas frases tipo pistas "Lembrem-se desta personagem, porque vais ser importante no desenrolar da história."


O livro foi escrito nos anos 50, e isso nota-se - e não de um ponto de vista negativo, mas sim devido à caracterização das personagens e coisas que tais. Gostei.

30
Jul11

...

Carolina

"Quando um homem age como se não gostasse de nós, é porque não gosta mesmo. Não é porque tem traumas, porque está ocupado, porque tem uma vida difícil. É mesmo porque não gosta de nós"


 



Daqui.

28
Jul11

Orgulho

Carolina

Hoje consegui que o meu sobrinho nadasse e pusesse a cabeça fora de água ao mesmo tempo, para ir respirando. Sinto-me orgulhosa - de mim e dele.

28
Jul11

Para ti, uma vida nova

Carolina


 


Comecei-o ontem, acabei-o hoje. Li-o em menos de 24 horas.


Comprei-o na feira do livro, porque me chamou à atenção e porque se encontrava na estante dos livros autografados.


Gostei bastante do estilo de escrita do senhor, mas esperava outro fim. Estas coisas mexem comigo..

28
Jul11

As rotinas da fisioterapia

Carolina

É todos os dias mais do mesmo. Sempre igual.


Chego àquela clínica e sento-me nos bancos azuis. Poucos minutos depois, ouço a Paula a chamar-me. Dou os bons-dias a quem os queira ouvir e vou para a minha cabine - a um, é sempre a um. Espero que ela me traga o equipamento para fazer o primeiro tratamento do dia. Quinze minutos daquilo, onde um "saco" enche e desenche ao longo de toda a minha perna. Ora ouço música, ora leio, ora escrevo, ora fecho os olhos e repouso. Ainda eu não acabei o primeiro tratamento, quando ouço uma voz masculina a dizer "bom dia". Tem uma voz bonita. Entra para a cabine dois, mesmo ao lado da minha. Apenas uma cortina branca nos separa. Como cena de filme, vejo através das sombras que tira sempre a sua camisola antes de se deitar e iniciar os seus exercícios. E depois, é silêncio. Toda a gente está enjaulada naqueles cubículos separados por cortinas e, para além da RFM, só se ouve "Dona Conceição, pode ir para a sete", ou então "hoje vamos começar por fazer à cervical, está bem?" ou ainda "pode ir deitando, que já aí vou".


Depois de pôr o meu pé em água quente e fria, alternadamente, saio dos cubículos em direcção ao ginásio. "Até amanhã, Paula". Saio da zona das cortinas sem nunca ver a cara do meu vizinho. Não conheço nem a cara, nem o nome, nem a idade - fico-me pela voz.


E entro no ginásio, com macas em toda a sua extensão. Sento-me no banco, à espera que a minha terapeuta me chame, enquanto observo as pessoas de sempre. A senhora a fazer exercícios para o seu pé, o senhor a comprimir uma bola durante dez segundos, e o rapaz a levantar uma perna e um braço de cada vez - este, que nunca me ligou puto, e é o mais novo que lá anda. "Carolina, podes deitar-te aqui". E mais quinze minutos de massagem. Observamo-nos uns aos outros, a pensar "e tu, o quê que tens?" ou então "olha, hoje temos pessoal novo".


Quando ela me diz que acabou, enfio a meia, calço as sandálias e despeço-me de todos. "Até amanhã". Poucos são os que me respondem - o raio do rapaz continua a ignorar-me -, mas fica sempre a promessa que no dia seguinte estarei lá de novo.

Pág. 1/10

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Também estou aqui!

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Leituras

A ler:



goodreads.com


2017 Reading Challenge

Carolina has read 0 books toward her goal of 15 books.
hide

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D

o